Sexta-Feira, 15 de dezembro de 2017

Postado às 08h15 | 07 Dez 2017 | Redação O título está aberto

Crédito da foto: Reprodução Barco e Giglioti são destaques no ataque do Independiente da Argentina

A vitória do Independiente sobre o Flamengo no primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana 2017, disputado na Argentina, não surpreendeu, nem chega a ser um “desastre” para o rubro-negro carioca. Pelo contrário, o time brasileiro tem amplas condições de reverter o placar no jogo da volta, quarta-feira (13), no Maracanã.

Pelo o que o time argentino apresentou, bem abaixo do que se esperava dele, passou a sensação de que o Flamengo volta pra casa com a certeza que o título está perto.

Aliás, o rubro-negro começou melhor, dominando a bola, trocando passes, até abrir o marcador, numa bela cabeçada do zagueiro Réver. Poderia ter mantido o ritmo, mas numa jogada perdida por Éverton Ribeiro, um dos pontos baixos do Flamengo, permitiu o contra-ataque e o empate dos argentinos, com Gilglioti.

No segundo tempo, o gol de Meca surpreendeu o Flamengo logo no início, mas expôs a fraca marcação do time brasileiro pelos lados do campo.

Depois, o jogo ficou equilibrado e nos 15 minutos finais o Flamengo teve as ações e poderia até empatar, não fosse a baixa produção de alguns jogadores como Éverton Ribeiro e Felipe Vizeu.

Ao final, Independiente 2 x 1 Flamengo, e título da Sul-Americana ficou aberto para o jogo decisivo com Maracanã lotado.

Tags:

Flamengo
Independiente
Sul-Americana
final
Maracanã

voltar

Gol de Placa

O Blog Gol de Placa é de responsabilidade da Editoria de Esportes do Jornal de Fato. Tem a missão de fazer a cobertura em tempo real do esporte local, estadual, nacional e internacional.

Tabela Série "A"

Carregando...
Brasileirão

 

Tabela Série "B"

Carregando...
Série B