Quarta-Feira, 15 de agosto de 2018

Postado às 09h00 | 06 Fev 2018 | Redação O pequeno ditador

Crédito da foto: Reprodução José Vanildo controla a Federação Norte-riograndense de Futebol desde 2006

E José Vanildo, hein?

Vai se perpetuar no cargo de presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF).

Ele está sentado no trono desde 2006, quando substituiu o ex-presidente Alexandre Cavalcanti (ex-deputado estadual).

E vai ficar até 2024 (mandato de cinco anos), conforme foi aclamado pelos integrantes da entidade, em assembleia realizada nesta segunda-feira (5).

O mandato atual termina em 2019, mas a sua permanência foi antecipada, para evitar qualquer probleminha de percurso.

Duas décadas de poder.

E, certamente, se assim desejar, Zé Vanildo renovará o mandato sempre ao final de cada reeleição, 2009, 2033, 2037...

Temos ou não temos aí a figura do pequeno ditador do futebol potiguar?

Com uma curiosidade: ele conta com o apoio dos gatos pingados que habitam os gramados do nosso futebol.

Até quando, meu Deus?

Até sempre, claro.

Ninguém se importa com o futebol do Rio Grande do Norte. Por isso, espécie como Zé Vanildo chega e fica.

Deve ser muito bom; o futebol, mesmo de bola murcha, deve oferecer coisas boas. Ou o Zé é masoquista: gosta de sofrer com o futebol paupérrimo da terra de Poti? Ou seria um louco pelo futebol de sua terra?

Sem querer ser chato, mas só a título de curiosidade:

Quanto a televisão paga para transmitir os jogos do Campeonato Estadual?

Quanto a FNF repassa para os cofres dos clubes?

Quanto a FNF recebe anualmente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF);

Quanto entra nos cofres da FNF todos os meses, todos anos?

A FNF presta contas a quem? Aos gatos pingados que renovam o mandato de Zé?

São perguntas que, certamente, os desportistas, verdadeiros “donos” do futebol, gostariam de ter respostas.

Não têm respostas.

O fato é que Zé Vanildo não responde a perguntas sérias, não se importa com as dúvidas, não teme investigação de órgãos de controle como o Ministério Público, e muito menos dá cartaz a quem ousar fazer uma mínima cobrança. Ele manda, e pronto.

Na última vez que foi perguntado sobre as finanças da entidade, ele respondeu que não tinha nenhuma obrigação de apresentar. Sério, gente?

Bom.

Zé Vanildo vai continuar ditando as normas na FNF; e o futebol potiguar vai continuar na vala da incompetência.

Que se renda, então, ao pequeno ditador.

Tags:

Josém Vanildo
presidente
FNF
ditador
futebol
Rio Grande do Norte

voltar

Gol de Placa

O Blog Gol de Placa é de responsabilidade da Editoria de Esportes do Jornal de Fato. Tem a missão de fazer a cobertura em tempo real do esporte local, estadual, nacional e internacional.

Tabela Série "A"

Carregando...
Brasileirão

 

Tabela Série "B"

Carregando...
Série B