Quinta-Feira, 19 de outubro de 2017

Postado às 14h45 | 10 Out 2017 | Ney Robson Falta de higiene bucal ocasiona problemas no coração

A falta de cuidados com a saúde bucal pode interferir no bom funcionamento cardíaco provocando doenças como a endocardite. A doença é uma infecção que atinge o endocárdio, membrana de revestimento interno do coração, localizado onde circula o sangue. Para evitar a endocardite infecciosa é necessário manter a saúde bucal em dia, além de outros cuidados.

O quadro infeccioso da endocardite é causado pela proliferação de germes ou bactérias na corrente sanguínea, originados de outros órgãos, principalmente da boca. Devido à forte pressão exercida no endocárdio e a baixa defesa imunológica, a endocardite é uma infecção de difícil tratamento.

A infecção tem como principais sintomas as dores nos músculos ou articulações, febre, sudorese noturna, tosse permanente, podendo evoluir para quadros graves de insuficiência cardíaca. É importante que a doença seja diagnosticada no início para evitar a proliferação dos agentes causadores da inflação e prevenindo o paciente de sofrer consequências graves.

Prevenir que isso aconteça e a endocardite, sempre será a melhor escolha. Em geral, a doença atinge pessoas com problemas no coração, em especial, quem apresenta problemas nas válvulas cardíacas. Mas é fundamental a higiene bucal em todas as idades com uso de fio dental, escovação correta e tratamento odontológico com profissionais.

Não devemos nos preocupar com o coração apenas quando o assunto esta relacionado ao colesterol ou o controle da sua pressão arterial. A Saúde Bucal também tem grande importância, afinal uma bactéria na gengiva pode provocar sérios problemas ao coração.

Existe inúmeros de estudos científicos que certificam esta informação junto a Cardiologia médica e a Odontologia.

A má escovação leva ao acúmulo de bactérias nos dentes causando mau hálito, placa bacteriana, tártaro e inflamação na gengiva. Essa inflamação também oferece riscos ao coração.

A bactéria que está na cavidade bucal cai na corrente sanguínea pela ferida da gengivite ou periodontite, chega ao coração e se instala em uma válvula que já tem problema. Aí se dá a endocardite, uma infecção do tecido interno.

Outra possibilidade é a inflamação da gengiva produzir proteínas que ativam a destruição do tecido e estimulam a formação de placas de gordura na coronária. Além disso, a inflamação diminui o calibre dos vasos e reduz o fluxo sanguíneo. Todos esses fatores podem causar doenças coronárias e levar a um infarto.

Quem tem problema cardíaco deve procurar um dentista regularmente e apresentar boa higiene bucal. O principal sintoma a ser observado é o sangramento, uma gengiva saudável não sangra em hipótese alguma.

Tags:

coração
saúde
bucal

voltar

Conexão Saúde

Ney Robson Vieira Alencar é especialista em Implantodontia com Pós-graduação em Prótese Dental/USP. Atende na Oral Clínica, localizada à Rua Pedro Velho, 99. Foi secretário de saúde do município de Alexandria (RN) e diretor-geral do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) em Mossoró (RN). Assina a coluna Conexão Saúde no Jornal de Fato e no Defato.com.