Domingo, 24 de março de 2019

Postado às 15h45 | 11 Jan 2019 | Redação Oftalmologista alerta para cuidados com os olhos durante o verão

Crédito da foto: Divulgação O médico alerta que a água do mar pode diluir ou anular funções

Coceira e ardência nos olhos fazem parte do dia a dia das férias de verão na praia ou na piscina. Afinal, quem nunca sofreu com essa irritação, pelo menos uma vez na vida? O incômodo existe. Porém, com alguns cuidados simples, é possível amenizá-lo e até evitá-lo.

O oftalmologista Igor Államo, do Hapvida Saúde, explica que a água do mar irrita os olhos por ter grande concentração de cloreto de sódio e outras impurezas como microrganismos (coliformes fecais).

O médico alerta que a água do mar pode diluir ou anular funções e fisiologia da lágrima, devido à alteração dos meios de proteção e nutrição da córnea. “Além do sol, a água do mar e a maresia, que é composta por areia fina em suspensão, carregam muitas impurezas. O sal pode desidratar a superfície do olho, podendo levar a um ressecamento e maior exposição do olho. O cloro presente na água da piscina pode causar uma conjuntivite química e, quanto maior a concentração da substância, menos microrganismos, porém maior a agressão química”, esclarece Igor.

O oftalmologista diz que uma boa alternativa para amenizar os efeitos do sal e do cloro, durante o verão, é o uso de lágrimas artificiais. “Compressas com água filtrada gelada ou com soro fisiológico sem conservante também promovem o alívio dos sintomas”, acrescenta.

Outro passo importante para manter a saúde dos olhos é a escolha de um bom óculos de sol. Comprar esse acessório em camelôs é totalmente reprovado. Igor Államo orienta que a compra deve ser feita em uma ótica de confiança e com a exigência do pedido de autenticidade das lentes. “As lentes devem proteger contra os raios UVA e UVB, danosos à saúde dos olhos”, explica.

A exposição dos olhos ao sol causa várias doenças, como pterígio, que é a carnosidade no canto branco do olho, e a catarata. “Alguns estudos demonstram que quanto maior a exposição dos olhos ao sol, maior é a incidência de catarata”, atenta.

Tags:

oftalmologista
cuidados
olhos
verão

voltar