Domingo, 26 de maio de 2019

Postado às 10h15 | 18 Abr 2019 | Redação Preparo de peixes para Semana Santa requer cuidados, alerta especialista

Crédito da foto: Divulgação Pouca gente se preocupa para o modo de preparar o produto

Que o consumo de peixe faz bem à saúde e que é nessa época do ano, da Quaresma e da Semana Santa, que o produto é mais procurado pelos brasileiros, todo mundo sabe. Mas pouca gente se preocupa para o modo de preparar o produto e o que era uma alimentação saudável pode se tornar uma armadilha.

O alerta é da nutricionista do Hapvida, Iraci Sabino. Ela lembra que a fritura do peixe ao óleo, o sal exagerado e o acréscimo de condimentos pode alterar as características benéficas do produto.

“O ideal é fazer o peixe na brasa ou ao leite de coco. No caso do bacalhau é fundamental retirar todo o sal, lavando diversas vezes. Já com relação à tilápia, é preciso tirar a pele, que é a região mais gordurosa”, comenta a nutricionista, dando dicas de como manter uma boa alimentação na Semana Santa.

A Organização Mundial da Saúde recomenda que cada pessoa deve consumir por ano pelo menos 12 quilos de peixe. No Brasil essa média é de apenas 9,5 quilos por ano.

“A gente tem que incentivar esse hábito desde a infância”, defende Iraci Sabino, acrescentando que o consumo de carne vermelha em excesso pode ser prejudicial à saúde.

Na hora de escolher o tipo de peixe, algumas considerações também precisam ser levadas em conta. “Os peixes de água salgada, como o bacalhau, o salmão e o atum são mais saudáveis porque possuem ômega 3. Mas aqui no Nordeste as pessoas acabam optando por produtos de água doce. No geral, os dois tipos podem ser feitos de maneira a contribuir com uma boa alimentação”, relata a especialista.

O período conhecido como Semana Santa acontece este ano entre os dias 15 e 19 de abril. De acordo com as tradições católicas, o consumo de carnes de ser evitado nas quartas e sextas-feiras da Quaresma.

Tags:

preparo
peixes
Semana Santa
cuidados
especialista

voltar