Sexta-Feira, 20 de outubro de 2017

Postado às 14h45 | 10 Ago 2017 | Coluna - 10 de agosto de 2017

Como assim?

O governador Robinson Faria (PSD) foi no mínimo imprudente ao transferir para a imprensa a “culpa” pela sensação de insegurança que vive a população do Rio Grande do Norte, registro feito em seu endereço nas redes sociais.

Certamente, o governador estaria desejando que as mídias tradicionais e eletrônicas cessassem o noticiário policial, vedando os olhos e tapando os ouvidos dos norte-rio-grandenses que não teriam mais informações dos assassinatos, assaltos, roubos de carros, arrombamentos, arrastões, furtos e outros crimes que acontecem a cada minuto no Estado.

Impossível, governador.

O dever da imprensa é noticiar. Se o Rio Grande do Norte já registrou 1,5 mil assassinatos em 2017, e de fato registrou, isso deve ser levado ao conhecimento da sociedade. Se no Estado são roubados 42 carros por dia, quase 2 carros por hora, e de fato são, isso deve ser noticiado.  Aliás, de certa forma causa até surpresa o governador reclamar da imprensa, com a frase: “O noticiário gosta de falar, sempre gostou, de falar de segurança. A segurança passa pela percepção das pessoas. Ele, ninguém mais do que ele, falou da insegurança quando ainda não era governador, coincidentemente em período de pré-campanha e campanha.

Leia algumas frases de Robinson entre 2013 e 2014, com as devidas datas:

- Dia 3/10/2013: “Mais um caso de violência registrado em Macaíba, na grande Natal nesta terça-feira. A insegurança domina o RN.”

- Dia 26/10/2013: “Esse clima de insegurança, de abandono é constante nesse governo (governo Rosalba).

- Dia 26/05/2014 - “A insegurança está presente em todos os municípios. As pessoas não podem mais ficar nas calçadas e estão amedrontadas.”

- Dia 16/08/2014 – “Francisco é mais uma vítima da insegurança em nosso estado. Um trabalhador, motorista que estava trabalhando e foi morto. Absurdo!”

- Dia 16/08/2014 – “A maior crítica dos trabalhadores e comerciantes do Alecrim e de todo o RN é com relação à insegurança.”

Como se pode observar, a insegurança que castiga o Rio Grande do Norte, e não é de agora, reconheça-se, foi amplamente propagada por Robinson. Como cidadão, político e candidato a governador. Inclusive, o selo de “governador da segurança” colou na sua campanha, com a promessa de resolver o grave problema. “Eu estudo segurança pública há anos e sei o que fazer no Rio Grande do Norte”, afirmou no dia 14 de setembro de 2014, em palanque.

Faz bem lembrar, e é nossa obrigação, que Robinson aplaudia a imprensa laboriosa que noticiava os casos de violência. Bom. Não cabe aos jornalistas comprarem essa "briga", nem ao governador transferir responsabilidades.

O Rio Grande do Norte quer segurança – e PAZ.

 

Emprego

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Brasil gerou 35.900  vagas formais em julho. Foram registradas 1.167.770 contratações contra 1.131.870 demissões. Reação positiva.

 

O que o DEM quer?

O Democratas, do senador potiguar José Agripino Maia, diz que não vota a reforma da previdência, contrariando o presidente da Câmara Rodrigo Maia, cardeal da antiga Arena. O partido quer ser convencido pelo Planalto.

 

Distritão resolve a vida deles

Para facilitar a reeleição, deputados vão aprovar o "distritão" para as eleições de 2018. Os grandes partidos fecharam acordo, as pequenas siglas sobraram. O "distritão" acaba com o quociente eleitoral e elege os mais votados. Para o leitor entender melhor: se a regra tivesse valido nas eleições de 2014, por exemplo, Vivaldo Costa (34.457 votos) e Larissa Rosado (32.876 votos) teriam sido eleitos, nas vagas de Souza (20.440) e de Carlos Augusto Maia (20.140 votos). Portanto, se a regra passar, e há consenso no Congresso, serão eleitos os deputados estaduais e federais mais eleitos. Os nanicos terão dificuldades.

 

Galeno não tá nem aí

O deputado federal Fábio Faria (PSD) monitora os passos do deputado estadual Galeno Torquato (PSD), para evitar surpresas em 2018. Faria não aceitará concorrência interna ao seu projeto de reeleição. Como se sabe, Galeno faz campanha à Câmara Federal e tem dito que se for preciso, trocará de sigla. O governador Robinson Faria, pai de Fábio e líder de Galeno, procura acalmar a disputa antecipada.

 

Insegurança

A violência subiu a calçada do primeiro-casal do RN. Bandidos balearam o esposo de uma tia da primeira-dama Julianne Faria (PSD), médico Airton Wanderley. Ele foi atingido durante assalto na Farmácia Pague Menos da Hernanes da Fonseca, movimentada avenida de Natal.

 

Segue

O Rio Grande do Norte crava a marca de 1,5 mil assassinatos no ano de 2017. E agora que estamos na segunda semana de agosto. Em Mossoró, os homicídios bateram todos os recordes neste ano.

 

Vamos todos ao teatro

Será aberta hoje a programação dos 13 anos do Teatro Dix-huit Rosado. As atividades terão início às 9h, com exposição fotográfica sobre a história do teatro. Durante todo o dia haverá apresentação de artistas locais. O ponto alto será a Ave Maria Sertaneja com a atriz Tony Silva e o Grupo Arte e Violão, na Praça Cícero Dias. O teatro foi inaugurado em 5 de agosto de 2004.

 

O retratista

Hoje, completa 37 anos da morte do fotógrafo de todos os tempos de Mossoró, Manuelito. Eternizou sua imagem gravada nos retratos que registram a história da cidade. Não surgiu outro. Manuelito é o único.

 

Lixo milionário acumulado nas ruas

Em nota, a Prefeitura de Mossoró garante que está em dia o pagamento do serviço terceirizado da coleta de lixo. Beleza. Mas, por que a empresa Vale Norte não paga os salários dos funcionários? Os serviços foram paralisados em parte da cidade, com o lixo se acumulando. Os funcionários da empresa baiana reclamam que estão sem receber salários há três meses. Alô, MP!

 

É NOTÍCIA

1- O presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, será recebido hoje pela prefeita Rosalba Ciarlini, às 15h, no Palácio da Resistência. Apresentará pesquisa sobre o Cidade Junina de 2017.

2- A inflação de julho foi de 0,24%, puxada pela bandeira amarela da conta de luz. A energia ficou 6% mais cara. No entanto, a inflação acumulada em 12 meses tem a menor taxa desde 1999, 2,71%.

3- Nesta data, em 1999, a  "Feira da Cobal" passava a pertencer ao município de Mossoró. A prefeita Rosalba Ciarlini firmou o negócio com a Companhia Nacional de Abastecimento, em Brasília.

4- A cantora Jaina Elne, ex-The Voice Kids, será uma das atrações da Noite Classe A, do colunista Jean Rodrigues. Confirme a presença (99109-8720). Será no dia 14 de outubro, no Josué Buffet.

5- Onde estão os tablets que foram distribuídos nas escolas da rede municipal de ensino de Mossoró em 2016? Bem que o Ministério Público Estadual poderia ajudar a encontrar os aparelhos.

 

FRASE

"O noticiário gosta de falar, sempre gostou, de falar de segurança.

ROBINSON FARIA – Governador, acusando a imprensa de potencializar a insegurança.

Tags:

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO