Sexta-Feira, 15 de dezembro de 2017

Postado às 05h00 | 10 Out 2017 | Coluna - 10 de outubro de 2017

Voto de Mossoró para Mossoró

A coluna listou seis nomes de Mossoró à Assembleia Legislativa 2018: Larissa Rosado (PSB), Isolda Dantas (PT), Fafá Rosado (PMDB), Gutemberg Dias (PC do B), Jorge Rosário (PR) e Lorena Ciarlini (PP). Poderia – e pode – ser mais: Professor Josué (PSDC), Luiz Carlos Martins (PT), Flavinho Tácito (PPL), Cinquentinha (Psol)...

A cidade precisa de mais opções. Quanto mais, melhor. Explicação simples: o eleitor tem que votar em candidato de Mossoró, que represente Mossoró. Daí, quanto mais opção, melhor. O que não pode é cometer o erro de escolher nomes que trabalham para outras cidades e regiões, como ocorreu em 2014.

O eleitor mossoroense ajudou a eleger candidatos que não tinham compromissos com as demandas da cidade. O pior exemplo foi Galeno Torquato (PSD), o ex-prefeito de São Miguel, que levou 13 mil votos do colégio local. Em troca, nada. O seu mandato é zero para a terra de Santa Luzia. E ele não está nem aí. Aos mais próximos costuma dizer que pagou os votos de Mossoró antes de cair nas urnas. Como?

Outra decepção é o deputado Manoel da Cunha Neto, o Souza (PHS), de Areia Branca. Mossoró teve participação decisiva na sua eleição, mas ele não correspondeu até aqui. A sua ação parlamentar é voltada para a sua cidade, onde foi prefeito e atua politicamente.

O veredicto das urnas de 2014, deixando Mossoró sem nenhum mandato na Assembleia Legislativa, uma parcela ignorante vibrou no que ficou convencionado como um “não” aos Rosados, isso porque os deputados Leonardo Nogueira, casado com Fafá Rosado, e a deputada Larissa Rosado não haviam renovado o mandato. Os míopes não conseguiram enxergar o tamanho do prejuízo.

Mossoró ficou sem voz, nem vez na Assembleia Legislativa. Nenhum representante para gritar em defesa dos mossoroenses. De sorte, Larissa Rosado acabou retornando quando o caicoense Álvaro Dias (PMDB) saiu da ALRN para ser vice-prefeito de Natal. Foi ela quem ergueu no Palácio José Augusto a bandeira em defesa da Universidade do Estado do RN (UERN), ameaçada pelos políticos de outras regiões e da capital Natal.

Pois bem.

O erro de 2014 não pode se repetir em 2018. Mossoró pagou caro; não deve continuar com essa conta. Por isso, a importância de se abrir um leque maior de opções para que o eleitor possa escolher representantes legítimos de sua cidade. E assim deve ser, sempre.

 

Canonização

 A comitiva do RN em Roma terá mais de 400 integrantes para a celebração de canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu. O arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, e o arcebispo emérito dom Heitor de Araújo Sales, comandarão os fiéis potiguares. A celebração será presidida pelo papa Francisco, domingo, 15, na Praça de São Pedro, às 5h no Brasil.

 

Estorno

 O presidente do Tribunal de Justiça do RN, Expedito Ferreira de Souza, determinou o Banco do Brasil estornar o pagamento de auxílio-moradia retroativo a desembargadores e juízes. Uma nota de quase 40 milhões de reais. O estorno foi determinado pelo Conselho Nacional de Justiça. O dinheiro foi depositado na conta de cerca de 200 magistrados na segunda-feira, 2 de outubro.

 

Que país é este?

 Segundo pesquisa Datafolha, Jair Bolsonaro teria votos de 30 milhões de brasileiros se as eleições presidenciais fossem hoje.

 

Ninguém merece

 A jovem Laura Helena ficou com a cara enjoada de tanto aparecer na televisão nos últimos dias. Overdose do PPS, partido de uma cara só, a de Laura, claro. Aff!!!

 

Mais um

 O vereador Ubiracy Pascoal (PR), de Felipe Guerra, acredita que chegou a vez de tentar mandato de deputado estadual. O Médio Oeste precisa de legítimo representante na Assembleia Legislativa, defende, para isso, ensaiaria candidatura em 2018.

 

Fora do ninho

 João Dória tem convite de sete partidos para ser candidato a presidente. Ele vai deixar o PSDB, pois não tem unanimidade em torno do seu nome para 2018.

 

Outro lado

 A assessoria do deputado Fábio Faria (PSD) faz contato para afirmar que ele tentará reeleição em 2018. E para negar que exista pressão da família Abravanel para sair da política.

 

 É NOTÍCIA

1 - O empresário Flávio Rocha anunciou a loja de número 300 da Riachuelo no Rio Grande do Norte. Será instalada no Partage Shopping da zona norte de Natal.

2 - Está pronto o livro do jornalista Rubens Lemos Filho que resgata a história do estádio Machadão, que deu lugar à Arena das Dunas. "Memórias Póstumas do Estádio Assassinado" será lançado no dia 9 de novembro, na AABB de Natal.

3 - O bispo dom Mariano Manzana, da Diocese de Mossoró, recebe a imprensa hoje, às 9h, na Cúria, para falar sobre a celebração de canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu.

4 - Apresentado o projeto arquitetônico da sede própria da Câmara Municipal de Mossoró. Agora faltam 10 milhões de reais para a obra. A presidente Izabel Montenegro (PMDB) vai à luta.

5 - Em uma semana, a Gondim & Garcia vendeu o primeiro lote da festa de 12 de dezembro com Xand Avião e Wesley Safadão. O segundo lote à venda. Promete ser a festa do ano em Mossoró.

 

FRASE

"Acredito que seja possível um empréstimo para a própria Câmara pagar com o seu duodécimo."

IZABEL MONTENEGRO – Presidente da Câmara Municipal de Mossoró, sobre a construção da sede própria.

Tags:

Coluna
voto em Mossoró
Larissa Rosado
Jorge Rosário
Lorena Ciarlini
Fafá Rosado
Gutemberg Dias
Isolda Dantas

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO