Quinta-Feira, 14 de dezembro de 2017

Postado às 05h30 | 12 Out 2017 | Coluna - 12 de outubro de 2017

Crédito da foto: Arquivo Aeroporto Dix-sept Rosado, de Mossoró, não tem mínimas condições de funcionamento

É hora de luta – 378

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte paga um contrato de quase R$ 1 milhão à Consultaer, para cuidar do velho e acabado Aeroporto Dix-sept Rosado, de Mossoró. São R$ 150 mil por mês. Porém, a empresa não fez nada até aqui e sequer conhece os problemas que afetam o “campo de aviação”.

O caso chama a atenção e deveria provocar o Ministério Público Estadual (MPRN) para investigar o contrato milionário, inclusive, sem licitação.

Alguns pontos são obscuros. O principal deles é que a Consultaer “assumiu” a administração do aeroporto sem ter funcionário. Há desconfiança de que o Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER-RN) continua responsável pelo pagamento da folha salarial dos servidores.

O único representante da Consultaer que colocou os pés em Mossoró, identificado como Victor Hugo, reside em Goiânia (GO). Ele pouco aparece na cidade. Na última vez, há duas semanas, desembarcou às pressas para consertar o balizamento para que o avião do Governo do Estado pudesse alçar voo noturno, já que a primeira-dama Julianne Faria (PSD) tinha compromisso na cidade onde recebeu título de cidadania. Depois, o dirigente da Consultaer voltou para o seu estado.

Por consequência, o abandono gerou novos problemas, somando-se às deficiências históricas que condenam o velho aeroporto. Veja:

1 – O balizamento noturno precisa de novos reparos;

2 – A vegetação avançou e está cobrindo o balizamento noturno;

3 – Falta vigilância para garantir segurança;

4 – Farol noturno está sem funcionar;

5 – Cerca operacional encontra-se cheia de furos;

6 – Pátio das aeronaves não tem iluminação suficiente;

7 – Construção de duas casas na parte sul da pista, representa risco às operações aéreas.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO), em Mossoró, responsável pelo tráfego aéreo, notificou a Consultaer para que faça a manutenção do balizamento noturno. Caso a empresa não faça os reparos, deverá pedir o fechamento noturno do aeroporto. A notificação é datada de 5 de outubro, pelo chefe da Infraero local, José Wilson de Araújo.

Pois bem.

O caso é grave. Exige investigação. E também é bem esclarecedor: Mossoró precisa de novo aeroporto, definitivamente. Portanto, união de todos porque é hora de luta.

 

Temporários

 Não vai ter concurso público para a Saúde do RN, apesar da necessidade urgente. O governador Robinson Faria (PSD) decidiu contratar temporários para amenizar áreas críticas, como Natal e região metropolitana. O Governo vai abrir processo seletivo para contratação de 553 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos, farmacêuticos, fisioterapeutas e outros.

 

Saúde cara

 O juiz Lauro Henrique Lobo Bandeira, da 8.ª Vara Federal, bloqueou R$ 3.419 milhões nas contas da Prefeitura de Mossoró, para pagar atrasados de cooperação médica (R$ 1,6 milhão) e repassar o restante para a Apamim (R$ 1,8 milhão). A decisão se refere a atrasos de repasses do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo a decisão judicial. É muita grana em jogo.

 

Virou as costas

 O deputado estadual Souza (PHS) tem dito que não precisa do eleitor de Mossoró para renovar o mandato em 2018. Por isso, a pouca ação parlamentar na cidade. Ele investe em colégios eleitorais de outras regiões.

 

Outra luta

 Antes da batalha eleitoral, Souza precisa se livrar das pendências jurídicas. O deputado responde por crime de captação ilícita de voto nas eleições de 2014. O processo está pronto para ser julgado no TRE-RN.

 

Posse

 A primeira-dama Julianne Faria assumiu o controle do PTC no Rio Grande do Norte. Como é filiada ao partido do esposo Robinson Faria, o PSD, ela colocou os assessores da Sethas, Paulo Jordão e Kleber Azevedo, na direção da sigla cristã.

 

O que vem por aí

 O barulho das pulseiras vai quebrar o silêncio. Pulseiras da moda, que se diga.

 

Querida

 O TCU determinou o bloqueio de bens da presidente cassada Dilma (PT), para reparar danos à Petrobras.

 

É NOTÍCIA

1 - A Polícia Rodoviária Federal está nas rodovias com a operação 12 de outubro, para prevenir acidentes e preservar vidas no feriado esticado. No RN, todas as rodovias estão sendo monitoradas.

2 - A rede municipal de saúde de Mossoró deverá retomar as cirurgias eletivas na próxima semana. A parceria entre Prefeitura e Governo do Estado recebeu parecer favorável. Centenas de pessoas estão na fila aguardando o serviço.

3 - A Campanha de Vacinação Antirrábica foi prorrogada até o dia 3 de novembro no RN. Apenas 43 dos 165 municípios potiguares alcançaram a cobertura vacinal de 80%, meta da Sesap/RN.

4 - "Mirá", show de lançamento do novo disco da cantora Valéria Oliveira, será apresentado nesta sexta-feira, 13, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado. A entrada é franca.

5 - A edição impressa do JORNAL DE FATO não circula nesta sexta-feira, 13, devido ao feriado de hoje. Mas o leitor acompanha as notícias em tempo real no portal defato.com. Acesse.

 

FRASE

"A ideia de que o Judiciário não possa usar o seu poder cautelar para impedir um crime é a negação do estado de direito."

LUÍS ROBERTO BARROSO – Ministro do STF ao votar pelo afastamento do parlamentar sem aval do Congresso.

Tags:

Aeroporto Dix-sept Rosado
Mossoró
Consultaer
balizamento noturno
saúde
bloqueio

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO