Domingo, 21 de outubro de 2018

Postado às 11h45 | 08 Fev 2018 | Coluna - 8 de fevereiro de 2018

TIME DA POLÍTICA MENOR

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) transmitiu o cargo para a vice-prefeita Nayara Gadelha (PP) na manhã desta quarta-feira (7), em solenidade no Palácio da Resistência – sede da Prefeitura de Mossoró.

Rosalba vai se ausentar no período de 8 a 27 deste mês, em viagem particular.

Nenhuma anormalidade.

É um direito de Rosalba como cidadã. Trata-se de uma viagem particular, com as despesas pagas por Rosalba, portanto, sem nenhum prejuízo ao erário.

De diferente mesmo, apenas a reação da oposição contrária à viagem da chefa do Executivo.

De forma pequena, reconheça-se.

O vereador Genilson Alves (PTN), alojado na Comissão Representativa da Câmara Municipal de Mossoró, que autorizou a prefeita usufruir licença, votou contra para o espanto dos outros membros da comissão. Na sua justificativa, a prefeita não pode sair do município em momento de crise.

Balela.

Genilson, conforme versão nos corredores do Palácio Rodolfo Fernandes – sede da Câmara Municipal –, foi orientado pela vereadora Isolda Dantas (PT) com o único propósito — irresponsável e inconsequente — de provocar desgaste à imagem da prefeita.

A oposição se apequenou, amiudou-se, amesquinhou-se, tornou-se ainda menor.

Tanta coisa mais importante para fazer e trabalhar, justificar o mandato confiado pelo povo, não é sequer razoável perder tempo com a política menor, de picuinhas tolas, desprezíveis, condenáveis.

Não há justificativa para criticar a viagem de Rosalba. Além de amparada por instrumentos legais, ela embarcará tranquila porque a Prefeitura ficará nas mãos de sua companheira de gestão Nayara Gadelha, que já assumiu o município em outras oportunidades, cumprindo o seu dever e dando conta do recado.

Ademais, usufruir de licença, ou férias de 20 dias, é um direito que qualquer trabalhador tem. Na iniciativa privada ou no emprego público. A prefeita não é diferente.

Aliás, os vereadores, que se queixam da viagem de Rosalba, são os mesmos que gozam férias no meio e no final de ano. São em torno de 90 dias de pernas para o ar, sombra e água fresca. Ah, sem precisar pedir licença, sem abrir mão dos salários dos dias não trabalhados, logo, férias bancadas pelo dinheiro público.

Portanto, a oposição perdeu a oportunidade de se fazer respeitar, desempenhar postura séria, confiável.

Mossoró é infinitamente maior do que a viagem da prefeita Rosalba Ciarlini.

 

FRASE

"Político ficha suja é irregistrável."

LUIZ FUX – Presidente do Tribunal Superior Eleitoral sobre os políticos alcançados pela Lei da Ficha Limpa.

 

CAFÉ

 Um incêndio há poucos dias destruiu o "Café com Artesanato", espaço de encontro e cultura na Praça da Convivência. Não sobrou nada, apesar do trabalho do Corpo de Bombeiros. Os amigos decidiram reconstruir o espaço e vão promover um show com artistas da terra para arrecadar recursos. Será no dia 24 deste mês, no Teatro Dix-huit Rosado, às 20h. Vamos prestigiar.

 

É UMA TROCA

 O presidente Temer não liberou os R$ 2 bilhões para socorrer os municípios em crise. Os recursos do FPM "extra" foram prometidos no finalzinho de 2017, sob uma condição: os prefeitos e seus deputados federais e senadores apoiarem a reforma da Previdência. Como a contrapartida não foi oferecida até agora, o presidente não abriu o cofre. São as regras do jogo.

 

RECADO DADO

 A Lei da Ficha Limpa será aplicada. A garantia do novo presidente do TSE, ministro Luiz Fux, joga água no chope dos políticos que apostam na impunidade e reduz ainda mais a possibilidade de Lula, condenado a 12 anos de prisão, ser candidato ao Poder Central.

 

FINANÇAS

 O ex-deputado Beto Rosado indicou Erbênia Rosado para a Secretaria de Administração e Finanças. A prefeita Rosalba Ciarlini assinou a nomeação antes de iniciar viagem internacional. A Prefeitura está nas mãos da vice Nayara Gadelha.

 

QUATRO RODAS

 As concessionárias de veículos do RN não têm do que se queixar do primeiro mês do ano. As vendas superaram as expectativas, com 2.019 unidades vendidas. Aumento de 13,3% em relação ao mês de janeiro de 2017. O RN tem hoje 1,23 milhão de veículos emplacados.

 

CADEADO

 A Justiça do Distrito Federal julga hoje o pedido de habeas corpus do ex-ministro Henrique Alves. Se acatado, ele volta para casa após oito meses e dois dias na prisão. A Justiça Federal do RN já transformou a sua prisão preventiva em domiciliar.

 

 É NOTÍCIA

1 - Supermercados e bancos fecharão na segunda e terça-feira de Carnaval. Retomarão as atividades na quarta-feira. A praça de alimentação do shopping abrirá todos os dias, das 11h às 22h.

2 - A Diocese de Mossoró prepara o lançamento da Campanha da Fraternidade 2018 para o dia 18 deste mês, às 8h, na Igreja de São José, no bairro Paredões. O bispo dom Mariano Manzana abordará o tema "Fraternidade e superação da violência”.

3 - Decreto da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) prorroga o horário de expediente especial nas repartições públicas até o dia 28, das 8h às 14h. Os serviços sociais mantêm o horário normal.

4 - Morreu o empresário João Dinarte Patriota, que fez sucesso no comando das Drogarias Globo. Também foi presidente da Fecomércio/RN entre os anos 1995/2001. Que descanse em paz.

5 - Lembrando aos foliões que vão brincar o carnaval em Caicó. Como a cidade está em colapso de abastecimento de água, o banho tem que ser no pincel. Portanto, coloque um na bagagem.

 

Tags:

Coluna
prefeita Rosalba
Mossoró
oposição
Henrique Alves
crise
municípios

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO