Segunda-Feira, 22 de outubro de 2018

Postado às 10h45 | 10 Fev 2018 | Coluna - 10 de fevereiro de 2018

LIMPEZA SÓ COM O VOTO

A política brasileira não é séria, nunca foi, mas os seus atores atuais fazem de tudo para piorar, devidamente respaldados por leis e suas brechas, e pelo voto popular que legitima seus mandatos e suas atitudes.

Veja a situação que vive hoje a Câmara dos Deputados, transformada em jaula de guardar bandidos, devidamente pagos com dinheiro público. São bandidos condenados por crimes de corrupção, levados à prisão comum pela Justiça, mas com mandatos preservados por seus colegas.

Sobre isso, o jornalista Josias de Souza escreveu:

"Com a prisão do deputado João Rodrigues, nesta quinta-feira (8), subiu para três o número de integrantes da bancada presidiária do Congresso. O novo preso se junta aos detentos Paulo Maluf e Celso Jacob. Os três têm algo em comum além do status carcerário. Embora julgados e condenados pelo Supremo Tribunal Federal, eles continuam sendo deputados federais. Avalia-se que na Câmara a cassação não é automática. Precisa passar por uma votação no plenário.

O Brasil, nesta sua fase cleptocrata, já assistiu a esse filme. Em agosto de 2013, os deputados votaram a cassação de um colega condenado a 13 anos de cadeia, Natan Donadon. E o mandato foi mantido. Terminada a sessão, o preso foi algemado, enfiado num camburão e voltou para o xadrez ostentando o título de deputado. O mandato dele só seria passado na lâmina depois de cinco meses, numa segunda votação.

Até outro dia, o preso Celso Jacob dava expediente na Câmara dos Deputados, voltando para a cadeia à noite. A mamata acabou porque ele foi flagrado tentando entrar no presídio carregando queijos e biscoitos na cueca.

 O neopresidiário João Rodrigues já avisou que reivindicará o direito de continuar exercendo o mandato durante o dia.

Se o Brasil fosse um país lógico, congressista condenado à prisão seria cassado automaticamente. Mas num Congresso repleto de suspeitos, os parlamentares sempre retardarão ao máximo os enforcamentos. O instinto de sobrevivência os leva a se proteger da corda. Que se dane o interesse público."

A coluna acrescenta um pouco mais: eles fazem isso porque o povo é indulgente e, por gravidade, cúmplice inocente, quando elege e reelege os crápulas da vida pública brasileira.

Veja, por (mau) exemplo, parte da massa popular doida para votar no Lula, um condenado a 12 anos de cadeia por corrupção e lavagem de dinheiro.

Aqui, no RN, tem uma penca de políticos suspeitos e corruptos que continuam abraçados ao povo. E daqui a pouco, eles serão sufragados nas urnas. Triste.

 

FRASE

"Não há quem consiga sobreviver botando R$ 120 milhões do bolso por mês.

ALEXANDRE AZEVEDO - Controlador do Estado, sobre o rombo da previdência estadual do RN.

 

PARALISAÇÃO

 Os professores da rede municipal de ensino não vão comparecer à abertura do ano letivo, marcado para o dia 19 deste mês. A categoria decidiu paralisar as atividades neste dia, aderindo ao movimento nacional contra a reforma da Previdência. O Sindiserpum trabalha para que outras categorias de servidores públicos façam o mesmo. A ideia é paralisar o país contra a reforma.

 

PARALISAÇÃO II

 Os aprovados na Uern, via Enem 2017, só devem iniciar os cursos no segundo semestre de 2019. E a greve dos professores e técnicos administrativos continua por mais tempo,. A paralisação na Uern completa três meses hoje, iniciada pelos professores e agora reforçada pelo corpo técnico. Os grevistas reivindicam apenas o direito de receber os salários em dia.

 

VIA ÁPIA

 Se João Maia embolsou R$ 1,2 milhão de propina, conforme atestam os delatores da Construcap, e ele foi quem bancou a candidatura vitoriosa da irmã Zenaide Maia a deputada federal, em 2014, o dinheiro desviado oxigenou a campanha? É só uma pergunta que circula no caminho da Via Ápia.

 

SALÁRIOS

 O prefeito Alan Silveira (MDB) circula no Carnaval de Apodi em campanha para fazer da mãe, ex-prefeita Gorete Pinto (MDB), deputada estadual. Apodi, conhecido como o "carnaval dos milhões", vai receber grande público até quarta-feira.

 

CANDEEIRO

 O deputado Ricardo Motta (PSB) tem 15 dias para apresentar defesa no STF. Ele é acusado de se beneficiar do desvio de R$ 19 milhões do Idema-RN. Ele chegou a ser afastado do cargo, mas conseguiu voltar. A situação é bem delicada.

 

DE PIOR A PIOR

 O déficit da previdência do RN chegou a R$ 2 bilhões em 2017; e deverá alcançar um rombo de R$ 2,58 bilhões em cinco anos. Os números do governo pressionam os deputados estaduais a aprovarem o aumento da alíquota de 11% para 14%.

 

 É NOTÍCIA

1- O Governo do Estado prorrogou por mais dois anos o concurso público da Educação. A validade se estenderá agora até o dia 8 de março de 2020, conforme decreto publicado no Diário Oficial.

2 - Se não "faiar", o salário de janeiro cai hoje na conta dos agentes de segurança. Se "faiar", eles abortam a Operação Carnaval. O governo também promete depositar os salários dos servidores que ganham até R$ 4 mil. O restante fica para depois.

3 - O cantor Ewerton Linhares anima hoje o "Esquenta Carnaval" na área de alimentação do Partage Shopping, a partir das 12h. A praça de alimentação não fechará no período de carnaval.

4 - A Mega-Sena do Carnaval paga hoje um prêmio de R$ 70 milhões para quem acertar as seis dezenas. É o maior prêmio do ano. O sorteio será realizado em Santana (AP), às 20h (Brasília).

5 - Do presidente Michel Temer: "Sou candidato a entrar para a história como quem tirou o país da recessão." Faz sentido, mesmo com o presidente rejeitado por mais de 70% dos brasileiros.

 

Tags:

Coluna
César Santos
deputados
presos
Congresso
Câmara
paralisação
Via Ápia
João Maia
propina

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO