Quinta-Feira, 20 de setembro de 2018

Postado às 10h30 | 10 Mar 2018 | Reprovado por 85%, Robinson tem apenas 5,35% de intenção de votos

Crédito da foto: Reprodução Governador Robinson Faria tem reprovação de 85% dos potiguares

A ofensiva midiática do governador Robinson Faria (PSD), na tela poderosa da TV Globo, retransmitida no Estado pela InterTV, não surgiu efeito até aqui.

Segundo pesquisa 98.9 FM/Instituto Consult, a gestão Robinson é desaprovada por 85% da população.

Em seguida aparecem o prefeito de Natal Carlos Eduardo (11,3%), a senadora Fátima Bezerra (11,2%), ex-governador Geraldo Melo (10,6%), vide-governador Fábio Dantas (7,8%), desembargador Cláudio Santos (7,2%), empresário Tião da Prest (6,7%).

Apenas 7,59% aprovam o governo; outros 7,24% não têm opinião formada.

A pesquisa foi realizada entre 24 e 27 de fevereiro, com 1700 entrevistas em todo o Estado. A margem de erro é de 2,3% para mais ou para menos.

REELEIÇÃO

A situação é ainda mais delicada na corrida sucessória. Os números da Consult revelam que os potiguares não querem renovar o mandato de Robinson.

51% responderam que não votam nele de jeito de nenhum. Ou seja, mais da metade do Estado que vê-lo fora do governo.

Na intenção de votos, Robinson é apenas o quarto colocado com 5,35%.

O governador fica atrás de Fátima Bezerra (PT) que lidera a corrida sucessória cvom 27,12%; Carlos Eduardo (PDT), segundo colocado com 13,29%; e até o ex-governador Geraldo Melo (sem partido), que é terceiro colocado com 7,29%.

O vice-governador Fábio Dantas (sem partido) ocupa a quinta posição, com 1,76%;  Tião da Prest (PSDB) é o lanterna com 1,29%.

Segundo a pesquisa Consult, 31% dos eleitores não têm candidato ao governo; e 12,29% não souberam responder.

A pesquisa foi realizada entre 24 e 27 de fevereiro, com 1700 entrevistas em todo o Estado. A margem de erro é de 2,3% para mais ou para menos.

Tags:

Robinson Faria
pesquisa
votos
Consult
reprovação
reeleição
eleições 2018

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO