Sexta-Feira, 20 de abril de 2018

Postado às 11h00 | 15 Abr 2018 | Coluna César Santos - 15 de abril 2018

Crédito da foto: Reprodução Senador José Agripino foi prefeito 'biônico' de Natal, nomeado pelo governador Lavoisier Maia

NINGUÉM É BOBO A VIDA TODA

A prisão de Lula fez aniversário de uma semana neste sábado (14) e o apocalipse anunciado pelo PT não chegou. Apesar das mortes na periferia, da demora na elucidação do assassinato de Marielle Franco, dos 12 milhões de desempregados e da corrupção que não dá trégua, o brasileiro continua dormindo sem remorso e acordando sem culpa para o seu café da manhã.

Exceto pelo acampamento que se formou na vizinhança da Polícia Federal em Curitiba (PR), nada de extraordinário ocorreu além da própria prisão daquele que já foi o presidente mais popular da história do país.

No outro sábado (7), ao ter anunciado à multidão de devotos que o cercava em São Bernardo do Campo (SP) que se entregaria à Polícia Federal, Lula radicalizou o discurso. Disse que a prisão não iria silenciá-lo, porque seus apoiadores fariam barulho no seu lugar. “Vocês poderão queimar os pneus que vocês tanto queimam”, declarou Lula. “Poderão fazer as passeatas que tanto vocês quiserem, fazer ocupações no campo e na cidade...”

Não está descartada a hipótese de o PT acionar seus aliados sindicais e sociais para queimar pneus, fazer passeatas e invadir propriedades, como pediu Lula. Mas o dinheiro para esse tipo de atividade é curto e o prejuízo eleitoral pode ser enorme. Enquanto o PT administra sua autocombustão, o país avança.

Ficou mais difícil recuar na prisão em segunda instância. O foro privilegiado será atenuado em maio. Antonio Palocci foi mantido na cadeia. Os amigos de Michel Temer já estão no banco dos réus. Aécio Neves deverá se tornar réu na terça-feira (17), e a má repercussão do envio do processo de Geraldo Alckmin para a Justiça Eleitoral fez do presidenciável do PSDB um candidato tóxico.

Aos trancos, a fila dos intocáveis começa a andar.

O jornalista Josias de Souza, no texto acima, sintetiza o novo momento que o país está vivendo. Não é, ainda, o que o cidadão de bem deseja, mas o caminho está sendo trilhado, Um dia chegará lá, não tenha dúvida.

Isso acontece porque os brasileiros estão mais atentos, conscientes, livrando-se das paixões políticas e vendo as coisas como, de fato, elas são.

O discurso do "eu não sabia de nada", "eu sou perseguido" etc. não cola mais como antes. A vitimização perde espaço. O povo está indignado com a roubalheira, o assalto aos cofres públicos, e não tolera mais.

Por isso, a maioria pouco se importa se um ex-presidente está preso e se outros irão para a cadeia. O cidadão quer punição para quem comete crime, seja lá quem for.

 

FRASE

"O brasileiro continua dormindo sem remorso e acordando sem culpa."

JOSIAS DE SOUZA – Jornalista, ao comentar que a prisão de Lula não provocou o apocalipse, como ele e o PT imaginavam.

 

OBRAS

 A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) autorizou, nos últimos dias, o início de obras que somam mais de meio milhão de reais: restauração das praças Rodolfo Fernandes e Vigário Antônio Joaquim, do conjunto Walfredo Gurgel, canteiro central da Augusto Severo e ampliação de células no Aterro. Outras ordens de serviços serão assinadas e autorizadas na semana que está começando.

 

FALTA O SIM

 Se o Governo do Estado aceitar pagar o reajuste do piso nacional do magistério de 6,81%, a partir deste mês, e parcelar em seis vezes o retroativo de janeiro e março, os professores retornarão ao trabalho. A proposta foi elaborada pelo desembargador Glauber Rêgo, do TJRN, e acatada pela categoria. Falta agora o "sim" do Governo. Enquanto isso, segue a greve.

 

AGENDA JURÍDICA

 A semana será movimentada no ambiente político-jurídico do Brasil. Na terça-feira (17), o STF decidirá se transformará o senador Aécio Neves (PSDB) em réu no caso da propina de R$ 2 milhões. Na quarta (18), o TRF-4 julgará o último recurso da defesa do ex-presidente Lula, condenado e preso.

 

TEMPOS DE CHUMBO

 Nesta data, em 1977, o Governo Militar anunciava o "pacote abril", impondo eleições indiretas para governadores e senadores biônicos. No RN, Lavoisier Maia foi nomeado pelo presidente Ernesto Geisel, por indicação do antecessor Tarcísio Maia. Quando assumiu o poder, “Lavô” nomeou o primo José Agripino (hoje senador) prefeito de Natal (biônico).

 

NOMES DO PT

 O PT de Mossoró terá candidatos à Assembleia Legislativa nas eleições deste ano: a vereadora Isolda Dantas e o professor Assis Filho, militante do Sinte.

 

FICHAS SUJAS

 O Tribunal de Contas do Estado atualiza a lista de gestores e ex-gestores públicos com contas reprovadas. A lista será encaminhada à Justiça Eleitoral, para ajudar a barrar os fichas sujas.

 

 É NOTÍCIA

1 - Candidatos ao Enem têm só até hoje (15) para pedir isenção da taxa de inscrição. É só entrar no site do Inep. Já a inscrição ao Exame será realizada no período de 7 a 18 de maio.

2 - A Câmara Municipal de Mossoró vai se instalar no bairro Barrocas (zona norte) na quarta-feira, 18. Sessão ordinária e mais uma edição da Câmara Cidadã, com ações de cidadania. As atividades se concentrarão na Escola Celina Guimarães, às 9h.

3 - Já está circulando a nova edição da revista Acontece, dirigida por Marcelo Bento/Neide Carlos. A publicação traz entrevistas bem interessantes com os padres Sátiro Cavalcanti e Charles Lamartine.

4 - Mossoró chegou a 80 assassinatos no ano, quando mais um corpo tombou na noite de sexta-feira (13). A continuar nesse ritmo, baterá todos os recordes, superando a marca de sangue de 2017.

5 - Manuel Neto Gaspar Júnior é o novo secretário de Turismo do Rio Grande do Norte. Nomeado para o lugar do empresário Ruy Gaspar, que se desincompatibilizou para ser candidato ao Senado.

 

Tags:

Coluna César Santos
regime militar
prefeito biônico
prisão
Lula
Lavoisier Maia
Mossoró
Rosalba Ciarlini

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO