Sábado, 21 de julho de 2018

Postado às 11h15 | 15 Abr 2018 | Lula cai depois da prisão, mas ainda lidera corrida presidencial

Crédito da foto: Reprodução Eleitores brasileiros foram entrevistados pelo Instituto Datafolha

O Instituto Datafolha pesquisou a intenção de votos dos brasileiros após a prisão do ex-presidente Lula (PT). 4.194 pessoas entrevistadas entre 11 e 13 de abril, em 227 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Lula continua na liderança, porém, desceu de patamar em relação a última sondagem da Datafolha realizada em janeiro. Ele caiu de 37% para 31%.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) manteve a segunda posição, com 15%; e a ex-senadora e ex-candidata à presidência da República, Marina Silva (Rede), chegou aos 10% da intenção de votos em terceiro lugar.

Veja a posição dos presidenciáveis no Cenário 1 apresentado pelo Instituto Datafolha. (VEJA AQUI TODOS OS CENÁRIOS)

Lula (PT): 31%

Jair Bolsonaro (PSL): 15%

Marina Silva (Rede): 10%

Joaquim Barbosa (PSB): 8%

Geraldo Alckmin (PSDB): 6%

Ciro Gomes (PDT): 5%

Alvaro Dias (Podemos): 3%

Manuela D'Ávila (PC do B): 2%

Fernando Collor de Mello (PTC): 1%

Rodrigo Maia (DEM): 1%

Henrique Meirelles (MDB): 1%

Flávio Rocha (PRB): 1%

João Amoêdo (Novo): 0

Paulo Rabello de Castro (PSC): 0

Guilherme Boulos (PSOL): 0

Guilherme Afif Domingos (PSD): 0

Em branco / nulo / nenhum: 13%

Não sabe: 3%

NOTA DO BLOG: Por ser condenação em colegiado, de segunda instância, Lula não poderá disputar as eleições deste ano. Ele se tornou inelegível pela Lei da Ficha Limpa. Mesmo assim, o PT tem propagado que vai confirmar a sua candidatura em convenção e pedir o registro ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A corte superior da Justiça Eleitoral brasileiro deverá negar, inclusive, os ministros têm dito isso em tornas as oportunidades.

Tags:

Lula
Jair Bolsonaro
Marina Silva
pesquisa eleitoral
Datafolha

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO