Terça-Feira, 23 de outubro de 2018

Postado às 09h30 | 08 Ago 2018 | Coluna César Santos - 8 de agosto

Crédito da foto: Marcos Garcia/JORNAL DE FATO Mossoró representa o segundo maior colégio eleitoral do Rio Grande do Norte

VOTO EM NOME DE MOSSORÓ

Quase 40 nomes de Mossoró foram oficializados candidatos nas convenções partidárias (veja reportagem da página 3 – política). São três dezenas para disputas à Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados, dois a vice-governador, dois ao Senado da República, um suplente de senador e um ao Governo do Estado.

Há uma motivação além do fato de a cidade ser o segundo maior colégio eleitoral do Rio Grande do Norte: a decepção do eleitor com os candidatos que foram eleitos em 2014, bem votados em Mossoró, e que não retribuíram a confiança dos mossoroenses com trabalho.

Nas eleições passadas, Mossoró não teve um deputado estadual eleito, quebrando uma sequência de quatro décadas, histórico importante iniciado em 1974 quando a cidade mandou para a Assembleia Legislativa quatro representantes legítimos: Luís Sobrinho, Alcimar Torquato, João Newton da Escóssia e Assis Amorim.

A cidade também chegou à presidência da Assembleia Legislativa, em 1983, com o então deputado Carlos Augusto. Nas eleições de 1990, 1998 e 2002 chegou a eleger três deputados. Nessas quatro décadas, a segunda maior cidade elegeu representantes como Antônio Capistrano, Jota Belmont, Ruth Ciarlini, Frederico Rosado, Sandra Rosado, Francisco José, Leonardo Nogueira, além dos outros acima citados.

Essa sequência elevou a força de Mossoró no cenário estadual. As lutas da cidade ganharam peso e ecoaram na Assembleia Legislativa. Hoje, por consequência do equívoco de 2014, a cidade perdeu força, seus projetos desceram de patamar, ficaram em plano menor sob o olhar da elite política de Natal.

Na Câmara dos Deputados, o prejuízo foi menor, porque ainda tem o mandato de Beto Rosado. Para se ter ideia, Mossoró no último ano, recebeu investimento de mais de R$ 10 milhões, oriundo de emendas parlamentares de Beto. São recursos aplicados em saúde e infraestrutura, principalmente.

Enquanto isso, deputados que aqui foram votados, não destinaram um centavo de real para Mossoró, nem sequer gastaram saliva para defender a nossa Universidade (Uern) na hora em que estava sendo atacada pelo governo.

Pois bem.

O eleitor terá a opção de um grande número de candidatos, com DNA mossoroense, para fazer a escolha. É claro que o voto é pessoal e intransferível. No entanto, não há como negar que o equívoco de 2014 está custando caro para a cidade e seu povo.

 

FRASE

"Quem não faz um pouco mais por sua terra, não fará pela terra de ninguém."

DIX-HUIT ROSADO – Prefeito de Mossoró por três vezes.

 

SEM PREVISÃO

 O governador Robinson Faria (PSD) ainda não sabe quando vai quitar o 13º salário dos servidores referente ao ano de 2017. Diz que está acompanhando o fluxo de recursos em caixa. Quem ganha acima de R$ 3 mil espera o dinheiro há oito meses. Quanto à folha de julho, o governador espera concluir na próxima sexta-feira, 10. O governo paga salário em atraso desde janeiro de 2016.

 

É A CRISE

 O Grupo Abril decidiu fechar 10 títulos: Cosmopolitan, Elle, Boa Forma, VIP, Viagem e Turismo, Mundo Estranho, Arquitetura, Casa Claudia, Minha Casa e Bebe.com. Mais de 500 jornalistas serão demitidos. Consequência da crise. Serão preservadas as revistas Veja, Exame e Claudia. A Abril ainda não se posicionou em relação  às publicações Superinteressante e Quatro Rodas.

 

ELEIÇÕES

As Eleições de 2018 serão tema da palestra de abertura da Semana da Advocacia, organizada pela OAB em Mossoró.  O advogado Cristiano Barros vai abordar o registro de candidaturas, propaganda eleitoral, financiamento de campanha e cláusulas e barreiras. Às 19h, no auditório da seccional da OAB.

 

BATIZADAS

 As coligações já estão batizadas: "Trabalho e Superação", com 12 partidos, fará suporte ao palanque do governador Robinson Faria (PSD)/Tião da Prest (PR); "100% RN", de cinco partidos, é a coligação de Carlos Eduardo (PDT)/Kadu Ciarlini (PP); "Frente Popular", com três partidos, respalda Fátima Bezerra (PT)/Antenor Roberto (PC do B); "Renova RN" vai com Breno Queiroga (SDD)/Sérgio Leocádio (PSC).

 

PURO SANGUE

 As outras  chapas são puro sangue: Carlos Alberto/Aparecida (Psol); Freitas Júnior/Flávio (Rede); Dário Barbosa/Socorro (PSTU); e Heró Bezerra (PRTB).

 

APOIO FECHADO

 O vereador Manoel Bezerra (PRTB) anunciou apoio à candidatura de Jorge do Rosário (PR) para deputado estadual. Ele é da bancada da prefeita Rosalba (PP).

 

 É NOTÍCIA

1 - Nesta data, em 1976, o prefeito Dix-huit Rosado inaugurava o Centro de Controle de Zoonoses, próximo ao clube Aspetro. Estava acompanhado do secretário Paulo Negreiros, da Saúde.

2 - Visite a exposição Tropicália neobarroca ou Tropifagia dos sentidos, do artista mossoroense Isaías Medeiros, no Sesc em Mossoró. Ele retrata em 11 telas o movimento tropicalista em formato estético anacrônico, tendo como modelo de arte o neobarroco.

3 - Vamos ter a 1ª Feira do Livro de Autores Mossoroenses, dentro da 13ª Jornada Cultural do Museu do Sertão. Acontecerá no dia 1º de setembro, das 8h às 12h, no Museu do Sertão em Mossoró.

4 - A Jornada Cultural de Mossoró será realizada sábado (11) e domingo (12) no foyer e na praça do Teatro Dix-huit Rosado. Mais de uma dezena de atrações passeando por todos os estilos.

5 - A jornalista Natália Rebouças vai se dedicar à assessoria do candidato a vice-governador Kadu Ciarlini (PP). Após a campanha, analisará novos projetos. Tem convites de rádio e TV.

Tags:

Coluna César Santos
JORNAL DE FATO
Mossoró
deputados
senadores
governador
eleições 2018

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO