Sábado, 23 de março de 2019

Postado às 09h30 | 10 Jan 2019 | Mossoró está de luto com o falecimento de José Rêgo Júnior

Crédito da foto: Reprodução Desembargador José Rêgo Júnior tinha 61 anos

Morreu nas primeiras horas desta quinta-feira (10) o desembargador José Rêgo Júnior, ex-presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 21ª Região, com sede em Natal. Sofreu infarto fulminante. Ele tinha 61 anos.

Júnior Rêgo, bastante conhecido e querido em Mossoró, sofreu o infarto quando estava em sua casa de praia em Búzios, Nísia Floresta, litoral sul do RN.

A família informa que o velório ocorrerá na Loja Maçônica Jerônimo Rosado em Mossoró e o sepultamento no Cemitério São Sebastião, centro da cidade.

O desembargador Júnior Rêgo chegou muito novo em Mossoró, vindo de sua terra natal Patu. Estudou no Colégio Diocesano Santa Lúzia, na época chamado “Colégio dos Padres”, do primário ao segundo grau. Depois, se transferiu para Natal, onde concluiu o ensino médio no Colégio Estadual Winston Churchill, em 1977.

Em seguida Júnior Rêgo ingressou a Uern, na época Fundação Universidade Regional do Rio Grande do Norte (FURRN), onde cursou Ciências Jurídicas. Formado, já em 1986, atuou como advogado na área Cível e Trabalhista.

Em 14 de janeiro de 2009, ele foi nomeado pelo presidente Lula (PT) para integrar a composição do TRT da 21ª Região. A sua posse ocorreu no dia 22 de janeiro daquele ano, sendo presidente entre os anos 2013 a 2015.

Para chegar ao cargo de desembargador do Tribunal Regional do Trabalho, Júnior foi indicado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RN) para compor a lista sêxtupla à vaga do Quinto Constitucional do TRT da 21ª Região. Em seguida, foi eleito para compor a lista tríplice, que posteriormente foi encaminhada ao Ministério da Justiça para nomeação de um representante dos advogados na Corte.

Tags:

José Rêgo Júnior
desembargador
TRT-RN
Mossoró

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO