Sexta-Feira, 26 de abril de 2019

Postado às 15h45 | 19 Mar 2019 | Assembleia Legislativa paga auxilio-moradia para 33 deputados e ex

Crédito da foto: Reprodução Palácio José Augusto - sede da Assembleia Legislativa do RN

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte pagou em fevereiro mais de R$ 800 mil de “auxílio mudança”, contemplando os deputados reeleitos, eleitos e os não-reeleitos.

O auxílio-mudança no Legislativo potiguar segue o modelo do benefício pago pela Câmara e Senado da República, com a justificativa de que os parlamentares eleitos e os que não se reelegeram precisam de recursos para bancar as despesas do mundo. Quanto aos reeleitos, não tem explicação lógica.

O benefício pago aos deputados e ex-deputados estaduais pode ser legal, mas é antipático à população diante da profunda crise financeira que o Estado do RN atravessa do momento, onde os servidores públicos amargam atraso de salários de até quatro meses.

A Assembleia Legislativa contemplou os 15 deputados reeleitos, os nove novatos e os nove ex-deputados que perderam as eleições 2018. Cada recebeu mais de R$ 25 mil em fevereiro.

Soma-se, aí, o fato de a Assembleia Legislativa aprova a implantação do 13º salário e 1/3 de férias dos deputados retroativos à legislatura 2015/2019. Cada deputado e ex-deputado receberá R$ 172 mil, criando uma despesa de R$ 4,1 milhões.

Veja reportagem especial sobre o assunto na edição impressa do JORNAL DE FATO desta quarta-feira (20).

Tags:

Assembleia Legislativa
RN
auxilio
moradia
deputados

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO