Sexta-Feira, 26 de abril de 2019

Postado às 08h45 | 20 Mar 2019 | Coluna César Santos - 20 de março

Crédito da foto: Reprodução Governadoria - sede do Governo do Estado do Rio Grande do Norte

TEM ALGO NEBULOSO

Uma leitura simples no portal da transparência do Estado, embora essa ferramenta não ofereça as condições ideais – claras – para a consulta do cidadão comum, revela que existe um saldo positivo de R$ 1,4 bilhão. A receita acumulada é de R$ 3,159 bilhões, o que corresponde a 20,68% do previsto no orçamento de 2019. Traçando um paralelo com as despesas públicas, compreendendo o mesmo período, chega-se a R$ 1,75 bilhão.

O deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) sugeriu ao cidadão contribuinte pesquisar o Portal da Transparência para constatar o que ele revelou no plenário da Assembleia Legislativa. Por conta disso, o parlamentar foi alvo de ataques de membros da equipe econômica do governo Fátima Bezerra (PT), até mesmo do secretário do Planejamento, Aldemir Freire, que usou as redes sociais para desacatar o líder do Solidariedade, embora não tenha citado nome.

O curioso é que a equipe econômica diz que a informação é “mentirosa”, embora esteja no Portal da Transparência, e não apresenta a prestação de contas. Se o saldo em caixa não é de R$ 1,4 bilhão, então qual é a realidade?

A resposta é obrigação do governo, isso porque a governadora Fátima diz que tem recursos para pagar os salários atrasados dos servidores públicos. O governo deve o restante do 13° salário de 2017, parte do salário de novembro de 2018, o 13° salário de 2018 e salário de dezembro de 2018. A dívida acumulada é de R$ 857 milhões. Se tem R$ 1,4 bilhão em caixa, é mais do que suficiente para honrar o dever com o funcionalismo público.

O ex-vice-governador do Estado, Fábio Dantas, reforçou o que disse Kelps Lima e utilizou as redes sociais para criticar a falta de transparência do Governo Estadual. “O que não entendo é por que o Portal da Transparência do próprio Governo aponta esses números e o Governo nega. Tem dinheiro em caixa, segundo o Portal da Transparência”, afirmou, através das redes sociais.

Kelps Lima lembra que em fevereiro, a sobra de caixa já foi motivo de desconfiança. “Na primeira vez, o Governo disse que o dado apresentado estava errado, que não existia sobra, apesar de os números estarem no Portal da Transparência. Agora, faz a mesma coisa”, criticou, para ressaltar: “É por isso que a Assembleia Legislativa solicitou, através de requerimento da deputada Cristiane Dantas, a senha do Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI), para analisarmos os dados reais.”

O fato é que existe algo nebuloso nesse confronto de números, e o Governo não pode deixar a desconfiança tomar de conta, principalmente porque deve – e muito – ao servidor público e à sociedade como um todo.

Apresente os números, governadora. É o mínimo que a senhora deve fazer.

 

FRASE

"A greve dos professores é política. Mossoró paga o piso do magistério acima do piso nacional."

MAGALI DELFINO – Secretária de Educação de Mossoró, sobre a greve liderada pelo Sindiserpum.

 

É HORA DE LUTA 399

 O Governo do Estado promete estudar a possibilidade de o Aeroporto Dix-sept Rosado, de Mossoró, operar voos comerciais noturnos. Ótimo. Mas, uma pergunta é inevitável: de onde sairão os recursos para atender as exigências feitas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC)? Uma delas, por exemplo, é tirar 400 casas na "cabeceira" da pista do velho campo de aviação.

 

É HORA DE LUTA 400

 Mossoró precisa de um novo aeroporto para acompanhar e consolidar o processo de desenvolvimento econômico. O que aí está não serve mais. Não adianta continuar fazendo gambiarra e propaganda em cima de um equipamento completamente ultrapassado. Existe um projeto de novo aeroporto. Esse deve ser o foco. Portanto, todos devem ser unir por esse objetivo porque é hora de luta.

 

FALA SÉRIO!

 A Câmara dos Deputados lançou nesta terça-feira, 19, a Frente Parlamentar Mista Contra a Corrupção. Entre os 221 parlamentares que integram o grupo, há deputados citados na Lava Jato, no caso da JBS e condenados em processos administrativos. Todos, sem exceção, juram que são inocentes. Pobre Brasil.

 

CPI DA TOGA

 Protocolado o requerimento para que o Senado instale uma CPI para investigar integrantes do Supremo Tribunal Federal e tribunais superiores. Do Rio Grande do Norte, apenas o senador Styvenson Valentim (PODE) assinou o documento. Os colegas Zenaide Maia (Pros) e Jean-Paul Prates (PT) acharam melhor mergulhar.

 

NOVO PISO

 A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) sancionou o reajuste salarial dos servidores públicos: linear 3,75%. Com esse percentual, o piso dos professores para jornada de 40 horas semanais fica em R$ 3.539,54. Bem acima do piso nacional, que é de R$ 2.557,74.

 

AGRIPINISMO

 O DEM pretende realizar 60 convenções municipais até o final deste mês. É um pontapé com vista à sucessão municipal de 2020. Os democratas planejam reconstruir o agripinismo no RN.

 

 É NOTÍCIA

1 - O presidente Jair Bolsonaro (PSL), de joelhos diante do maluco Trump, não descartou apoiar intervenção dos Estados Unidos na Venezuela. A Casa Branca nunca foi tão mal-assombrada.

2 - Visite a exposição “Mossoró e suas Mulheres”, na sala Joseph Boulier, no Memorial da Resistência. 32 mulheres de diversos segmentos são homenageadas com imagens feitas pelo fotógrafo George Vale, no próprio Memorial da Resistência.

3 - A governadora Fátima Bezerra (PT) e a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) se encontraram na procissão de São José, em Angicos. Cordialidades, observadas pelo ex-senador Garibaldi Filho (MDB).

4 - Hoje, é o último dia para a governadora Fátima Bezerra (PT) sancionar a lei que cria o 13º salário e 1/3 de férias dos deputados estaduais, retroativos à legislatura passada (2015/2019).

5 - A oposição está fazendo duras críticas ao Mossoró Cidade Junina. Coloca-se contra o evento. Na Câmara Municipal, a bancada oposicionista diz que a festa serve apenas para fazer "zoada".

Tags:

Coluna César Santos
JORNAL DE FATO
caixa
Governo do RN
finanças
aeroporto
Mossoró

voltar

AUTOR

César Santos é jornalista desde 1982. Nasceu em Janduís (RN), em 1964. Trabalhou nas rádios AM Difusora e Libertadora (repórter esportivo e de economia), jornais O Mossoroense (editor de política no final dos anos 1980) e Gazeta do Oeste (editor-chefe e diretor de redação entre os anos 1991 e 2000) e Jornal de Fato (apartir dos anos 2000), além de comentarista da Rádio FM Santa Clara - 105,1 (de 2003 a 2011). É fundador e diretor presidente da Santos Editora de Jornais Ltda., do Jornal de Fato, Revista Contexto e do portal www.defato.com.

COTAÇÃO