Sexta-Feira, 14 de dezembro de 2018

Postado às 09h15 | 09 Out 2018 | Redação Gaúcho disse que não recebeu convite para as eleições no Baraúnas

Crédito da foto: Reprodução Presidenciável explica ausência no pleito; interventor considera estranho

O empresário Adair Rodrigues, “Gaúcho”, permanece com a intenção de colaborar ou até mesmo presidir o Baraúnas, se for o caso. Ele afirmou nesta segunda-feira, 8, que não recebeu o convite para participar das eleições do clube.

“Não compareci porque não fui informado”, disse Gaúcho à reportagem do JORNAL DE FATO.

As eleições aconteceram na noite do último sábado, 6, mas não houve desfecho devido à falta de pretendentes para assumir o Baraúnas. Segundo a organização do pleito, a dívida calculada em R$ 1.709.000,00 inibiu o surgimento de candidatos.

Indagado se o débito lhe assusta ao ponto de inviabilizar a gestão, Gaúcho afirmou que não. “Não fui (para as eleições) por conta disso, porque dívida todo mundo tem.”

Assim, Gaúcho voltou a responsabilizar sua ausência nas eleições à ausência de um convite e deixou nas entrelinhas estar havendo uma falta de sintonia dentro do próprio Baraúnas.

“Me procuraram para me associar, falaram das regras, paguei a mensalidade, mas depois não me informaram sobre o dia (das eleições), nem fizeram o convite. Fiquei sabendo só depois”, disse.

Ele reiterou o desejo de ajudar ao Baraúnas, seja como colaborador ou gestor do clube. “Se tiver uma próxima (eleição) e me avisarem, estarei presente.”

 

ESTRANHO

O interventor do clube, Damásio Leite, recebeu as explicações de Gaúcho com surpresa.

“Como não foi informado? O edital de convocação saiu no jornal, blogs noticiaram, resenhas esportivas nas rádios, também. Como ele não usa o WhatsApp, pessoas ligadas ao clube foram lá (estabelecimento de Gaúcho) para informá-lo, mas ele não estava. Quer dizer, tudo foi feito não somente para ele como os demais associados poderem se informar sobre o pleito do dia 6”, ressaltou Damásio.

De acordo com o regimento do Baraúnas, o presidente advém do novo quadro de associados, mas nenhum deles é obrigado a se candidatar ao cargo superior da diretoria executiva. No entanto, não será por falta de informação, entende Damásio, que o associado deixará de participar dos momentos mais relevantes do clube.

 

PRÓXIMO PASSO

O resultado do encontro do último sábado entre o interventor e sua equipe de trabalho e os associados será comunicado ao juiz Edino Jales, responsável pela decretação da intervenção, que decidirá os próximos passos desse processo.

“Estarei em viagem nesta semana e na próxima, quando retornar, levarei para o juiz o resultado desse encontro e saber dele o que fazer daqui para frente. Somente ele decidirá. O que posso adiantar é que a intervenção segue.”

Tags:

Gaúcho
convite
Baraúnas
eleições

voltar