Quarta-Feira, 24 de abril de 2019

Postado às 14h45 | 12 Abr 2019 | Redação Flamengo assina contrato para administrar Maracanã com o Fluminense

Crédito da foto: Reprodução Maracanã passa a ser administrado pelo Flamengo e Fluminense

O Flamengo assinou, no início da tarde desta sexta-feira, em evento no Salão Nobre do Palácio da Guanabara, sede do Governo do Estado do Rio de Janeiro, o contrato para assumir a gestão do Maracanã, em parceria com o Fluminense. Além dos presidentes dos clubes, o governador Wilson Witzel participou da cerimonia. A partir do próximo dia 19, a dupla será gestora do estádio pelos próximos seis meses, com possibilidade de prorrogação por mais 180 dias.

O acordo foi firmado apenas no nome do Flamengo, com o Fluminense como interveniente. O Tricolor não tem as certidões negativas de débito (CND), o que obrigou o governo oficializar o acordo com o Rubro-Negro. Na prática, no entanto, os dois serão permissionários, com igualdade de condições. Haverá um contrato, ainda em elaboração, entre os dois clubes.

- O contrato é com o Flamengo. Se ele vai decidir com o Fluminense as decisões, isso é problema deles. Vou cobrar é o Flamengo - disse o governador Wilson Witzel.

Por sua vez, o presidente do Flamengo, Roldolfo Landim, reforçou o compromisso com o Fluminense de gerir o Maracanã de forma conjunta.

- Existe um acordo entre Flamengo e Fluminense de fazer a gestão de forma conjunta, dividindo custos, tudo isso. Por uma questão transitória desse momento, o Fluminense não pode participar, por isso no formalismo o governador colocou o que está escrito no papel. Mas existe sem dúvida alguma um compromisso do Flamengo que ele vai honrar junto do Fluminense de estarmos juntos administrando o Maracanã - afirmou Landim.

Pelo acordo, Flamengo e Fluminense vão arcar com os custos fixos do Maracanã, cerca de R$ 2 milhões por mês, além do pagamento mensal de R$ 166.666,67 ao Governo - valor que será repassado ao complexo Célio de Barros e Júlio Delamare.

Os clubes também terão direito a explorar o Tour Maracanã diante do seguinte acordo: repasse de 10% do faturamento mensal ou um mínimo de R$ 64 mil. Caso haja necessidade de alguma alteração no estádio para a Copa América, será responsabilidade do gestor.

Leia mais no globoesporte.com

Tags:

Flamengo
Fluminense
Macaranã
Rio

voltar