Domingo, 19 de novembro de 2017

Postado às 10h45 | 08 Nov 2017 | Redação Estudantes potiguares se preparam para o First Lego League

Crédito da foto: Divulgação O evento acontecerá nos dias 17 e 18 de novembro, em Natal

Cerca de 200 estudantes do Rio Grande do Norte vão participar da etapa regional do Torneio de Robótica First Lego League, temporada 2017/2018. A competição desperta o interesse de crianças e adolescentes, entre 9 e 16 anos de idade, nas áreas de ciência e tecnologia dentro do ambiente escolar e favorece a descoberta de novas possibilidades de carreira. O evento acontecerá nos dias 17 e 18 de novembro, no ginásio do Serviço Social da Indústria (Sesi-RN) de Natal e envolverá alunos da rede pública e privada de ensino.

Para fazer bonito na competição que vai definir a equipe campeã estadual e classificá-la para disputar a etapa nacional em abril de 2018 em Curitiba (PR), estudantes dão o gás antes do torneio. Este ano, as provas envolvem o tema “Água”, onde os competidores são desafiados a investigar problemas e buscar soluções inovadoras para situações da vida real, os mesmos vivenciados por profissionais como cientistas e engenheiros. Os participantes também são encarregados de programar robôs autônomos com a tecnologia LEGO Mindstorms para cumprir as missões da mesa de competições em até três rounds de dois minutos e meio de duração. Para realizar as tarefas, o robô pode navegar, capturar, transportar, ativar ou entregar objetos.

Isabela Quirino, de 12 anos, estuda na Escola Estadual Castro Alves, em Lagoa Nova, zona Sul da capital, e participará, pela primeira vez, do Torneio de Robótica por meio do Roboeduc Social, projeto sem fins lucrativos que divulga a ciência e a tecnologia, dentro de um contexto interdisciplinar, aproximando o aluno de baixa renda com foco no desenvolvimento do pensamento computacional, com o ensino de programação e robótica.

Na Roboeduc – primeira escola de programação e robótica do Brasil – Isabela é tida como a capitã da equipe que vai participar do First Lego League, composta por sete integrantes. Para se dar bem no torneio, o grupo treina quatro vezes na semana, exceto terças-feiras, das 14h às 17h30, onde realizam simulações reais sob a supervisão de dois mediadores. “A cada treino é uma emoção diferente, porque nada poderá dar errado nas apresentações oficiais”, comenta a líder.

Durante os dois dias torneio, os jovens apresentarão para os juízes o projeto de pesquisa com a solução do desafio-problema. Além de valorizar as áreas de ciência e tecnologia, o First Lego League celebra o trabalho em conjunto, guiadas pelos valores da competição, favorecendo ainda mais o ensino-aprendizado. “Ajudar o outro é a base do trabalho em equipe e é isso que fará com que as competições deem certo”, frisa o líder de processos de educação do Sesi-RN, Anderson Vieira, que também é coordenador regional do Torneio de Robótica.

Ideia Comunicação

Tags:

Rio Grande do Norte
First Lego League
estudantes potiguares

voltar