Sábado, 18 de novembro de 2017

Postado às 10h30 | 09 Nov 2017 | Redação Professores da UERN iniciam greve por tempo indeterminado nesta sexta-feira

Crédito da foto: Divulgação/Aduern Os docentes aprovaram a greve por tempo indeterminado no último dia 31 de outubro

A greve por tempo indeterminado dos professores e professoras da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) terá início nesta sexta-feira, 10. Os docentes aprovaram a greve no último dia 31 de outubro.

De acordo com a Associação dos Docentes da UERN (Aduern), a greve representa a indignação da categoria frente ao descaso e desrespeito com que o governo do estado do Rio Grande do Norte tem tratado os servidores públicos e, em especial, os/as professores/as da UERN. Há 20 meses os/as trabalhadores/as do estado vivenciam uma situação de incerteza em relação ao pagamento dos salários e uma condição de precarização do serviço público que afeta grande parte da população do Rio Grande do Norte.

A diretoria da Aduern entregou na manhã da última terça-feira, 7 a pauta de reivindicações de greve da categoria. A equipe administrativa da Reitoria e o Reitor Pedro Fernandes participaram da audiência e debateram os pontos de pauta com a direção do sindicato. A administração central se comprometeu a responder com maior detalhamento, através de um ofício às demandas docentes.

O documento entregue pelo órgão abrange uma série de pautas, que vão das condições de trabalho na universidade à garantia de salários em dia com um prévio calendário de pagamento definido.

Segundo a Associação dos Docentes da UERN (Aduern), a categoria vai fortalecer a Paralisação nacional contra a retirada de direitos. A manifestação terá início às 7 horas, com concentração no Arte da Terra. Os manifestantes sairão em caminhada até a agência da Caixa Econômica, na Av. Coronel Gurgel, 406, no centro da cidade, onde será feito o encerramento.

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DOS DOCENTES DA UERN:

1 – Pagamento em Dia dos Salários Atrasados;

2 – Divulgação de um Calendário de Pagamento;

3 – Acompanhamento e cobrança pela retirada das Mensagens nº 118, 148 e 151, enviadas pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte;

4 – Garantia do Auxílio Saúde para os Ativos e Aposentados;

5 – Regularização do Repasse do Auxílio Saúde a Unimed por parte do Governo do Estado;

6 – Permanência na Folha de Pagamento da UERN dos Professores Aposentados;

7 – Atualização e informação sobre a tramitação do Projeto de Autonomia Financeira;

8 – Cópia para ADUERN do Projeto de Autonomia Financeira encaminhado ao Governo do Estado;

9 – Não suspensão dos contratos e pagamentos aos professores substitutos;

Tags:

UERN
greve por tempo indeterminado
sexta-feira (10)
Robinson Faria
Rio Grande do Norte
Aduern
docentes
professores
professoras

voltar