Domingo, 19 de novembro de 2017

Postado às 11h15 | 09 Nov 2017 | Redação Servidores de várias categorias participam do Dia Nacional de Paralisação nesta sexta

Crédito da foto: Marcos Garcia/Arquivo O ato terá início no Arte da Terra e percorrerá ruas e avenidas do Centro da Cidade

O Dia Nacional de Paralisação e Luta em Mossoró ocorrerá na manhã desta sexta-feira, 10. O ato terá início no Arte da Terra e percorrerá ruas e avenidas do Centro da Cidade. O encerramento acontece em frente a Caixa Econômica Federal, na Rua Coronel Gurgel.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Saúde Pública (Sindsaúde), regional de Mossoró, Aldiclésio Maia, os servidores estaduais da saúde, educação, além de outras categorias estarão presentes a manifestação. Segundo ele, o protesto se dá pelo atraso do salarial dos servidores potiguares e contra as reformas Trabalhista e da Previdência.

“Amanhã (sexta-feira) vamos nos reunir em frente ao Arte da Terra. Nosso protesto é devido aos constantes atrasos no salário dos servidores do estado e também vamos protestar contra as reformas Trabalhista e da Previdência. Vamos sair do Arte da Terra e percorrer ruas e avenidas do Centro. O encerramento vai acontecer em frente a Caixa”, disse Aldiclésio. A expectativa é que cerca de 1,5 mil pessoas participem do ato. 

Os petroleiros e petroleiras da Base 34 da Petrobras no município também vão participar da manifestação. Antes, a categoria terá uma reunião em frente a Base e diretores do Sindipetro vão falar sobre a Reforma Trabalhista.

A data foi aprovada em uma plenária nacional do “Movimento Brasil Metalúrgico” e incorporada pelas centrais sindicais. O dia também é véspera da entrada em vigor da Reforma Trabalhista, que acaba com direitos históricos dos trabalhadores.

 

Ato em frente ao Hospital Tarcísio Maia no dia 13

Além de participar do Dia Nacional de Paralisação e Luta, os servidores estaduais da saúde, lotados em Mossoró, vão participar de um ato público na próxima segunda-feira, 13, em frente ao Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM).

A categoria entrará em greve por tempo indeterminado neste dia. A decisão foi tomada em votação durante a assembleia, na manhã da última segunda-feira,6.

De acordo com Aldiclésio Maia, diretor do Sindsaúde, a manifestação em frente a unidade hospitalar terá início logo às 7 da manhã. Haverá a paralisação dos atendimentos. A prioridade será para casos graves.

“Nós vamos nos reunir em frete ao Tarcísio Maia na segunda de manhã. Haverá a paralisação de alguns atendimentos e somente casos graves serão atendidos. Uma equipe de plantão avaliará a situação do paciente. Se o caso não for grave, o paciente será orientado a procurar uma UPA, ou se for de outra cidade procurar uma unidade hospitalar no município oque mora”, disse Aldiclésio.

Os servidores exigem o salário em dia, que desde janeiro de 2016, o governo paga em atrasado, e a anulação do pacote de ajuste fiscal enviado à Assembleia Legislativa.

Tags:

Servidores estaduais
Dia Nacional de Paralisação
sexta-feira (10)
Reforma Trabalhsita
Reforma da Previdência

voltar