Terça-Feira, 23 de outubro de 2018

Postado às 11h00 | 08 Ago 2018 | Redação Banco de Leite Humano registra queda no número de doadoras

Crédito da foto: Marcos Garcia Entre maio e junho deste ano, queda foi de 45,5%

Maricelio Almeida/Da Redação

Dados da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) mostram que o número de doadoras no Banco de Leite Humano de Mossoró caiu no final do primeiro semestre deste ano. No mês de maio, 22 mulheres tinham feito doações, enquanto em junho foram apenas 12 doadoras, o que representa uma queda de 45,5%. Consequentemente, a quantidade de leite materno também caiu, de 34,4 litros doados em maio para 6,8 litros em junho.

Em conversa com a reportagem do JORNAL DE FATO, a coordenadora do Banco de Leite Humano de Mossoró, Maria Felicidade Batista, explicou que a queda é natural neste período. “Passamos geralmente seis meses com cada mãe, mas a partir do terceiro mês, elas já começam a se afastar um pouco, afirmando que o leite está diminuindo”, pontuou.

As férias do meio do ano também acarretam o distanciamento das mães, conforme explica Maria Felicidade. “Tem, sim, essa questão das férias de junho; muitas mães viajam. É claro que quanto mais doadoras, melhor. Hoje, os números já evoluíram. Temos, em média, 25 doadoras, e como neste mês há muita divulgação sobre o tema, acreditamos em uma melhora. Importante ressaltar que o Hospital Maternidade Almeida Castro também possui um posto de coleta, e que realizamos ainda visitas domiciliares toda sexta-feira, recolhendo o leite doado”, acrescentou.

A divulgação à qual a coordenadora se refere é o Agosto Dourado, campanha de incentivo ao aleitamento materno que se estende até o final do mês. “Inclusive, tivemos uma ação no Banco de Leite, com dinâmicas, orientações para as mães, uma série de atividades bem interessantes”, comentou Maria Felicidade.

Ainda segundo a coordenadora, o Banco de Leite de Mossoró continua precisando também de doação de frascos de vidro, utilizados para o armazenamento do leite materno. “Lembrando que os aptos para serem reaproveitados são os fracos de produtos alimentícios com tampa de plástico, como vidros de maionese e café solúvel”, explicou.

Hoje, o Banco de Leite está instalado na Rua Juvenal Lamartine, Santo Antônio, ao lado do Hospital Maternidade Almeida Castro. Até o final de 2019, a estrutura passará a funcionar junto ao Hospital Regional da Mulher, que está sendo construído em um terreno do campus central da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Tags:

Banco de Leite
queda
doadores
leite materno

voltar