Domingo, 16 de dezembro de 2018

Postado às 18h15 | 04 Dez 2018 | Redação Mossoró já recebeu oito dos 14 profissionais do Mais Médicos em substituição aos cubanos

Novos médicos começaram a trabalhar ainda na segunda-feira, 3. Até o dia 14, prazo final para apresentação, os outros médicos devem comparecer na Secretaria de Saúde. Os profissionais que vão substituir os cubanos são do RN e de outros estados

Crédito da foto: PMM Oito médicos se apresentam ao Mais Médico em Mossoró

A Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró recebeu, nesta segunda-feira (3), oito dos 14 médicos do Programa Mais Médicos que passarão a atuar no lugar dos cubanos. A gerente executiva de saúde, Joaniza Vale, recepcionou os profissionais e apresentou o funcionamento da Secretaria de Saúde e de todas as Unidades de Serviço de Saúde.

Os novos médicos começaram a trabalhar ainda nesta segunda-feira. Até o dia 14, prazo final para apresentação, os outros médicos devem comparecer na Secretaria.

As Unidades de Saúde que receberam os profissionais a partir de hoje foram dos bairros Abolição 4, Santo Antônio, Alto da Conceição, Quixabeirinha, Boa Vista e zona rural.

João Werley Bandeira é natural da cidade de Iguatu, no Estado do Ceará. Ele já atuou como médico no RN nas cidades de Baraúna, Tenente Ananias e Apodi. Foi um dos 14 aprovados no Mais Médicos para atuar na cidade. Werley está atendendo na Unidade Básica de Saúde Dr Cid Salem Duarte.

Segundo ele, a população do bairro pode ficar tranquila porque vai haver muita dedicação e comprometimento dele no trabalho realizado na UBS. “A população pode esperar muito comprometimento em tudo se propusermos a fazer. O compromisso com a carga horária e com um desempenho a contento”, afirmou Bandeira.

Thiago Gondim, natural de Juazeiro do Norte, é o outro médico do Mais Médicos que vai trabalhar na UBS Dr Cid Salem Duarte.

Durante a apresentação do funcionamento da Saúde Municipal, Joaniza Vale deixou claro que os novos médicos precisam ter total compromisso com o trabalho que vão desempenhar na cidade.

“Ficou muito claro para eles que é preciso cumprir as 32h por semana de carga horária atendendo e população e mais 8h de capacitação a distância, que o Programa Mais Médicos exige. Se a gente perceber que esses médicos não estão cumprindo carga horária, vamos solicitar a troca.”, frisou Joaniza.

Fonte: PMM

Tags:

Mais Médico
cubanos
Saúde
Mossoró
médicos

voltar