Terça-Feira, 18 de junho de 2019

Postado às 08h30 | 08 Jun 2019 | Redação Ministério da Defesa e Fundação BB assinam acordo para estudantes de escolas públicas

Crédito da foto: Divulgação Parceria foi firmada na última quarta-feira (5)

O Ministério do Estado da Defesa e a Fundação Banco do Brasil (FBB) firmaram na última quarta-feira, 5, uma parceria com o intuito de promover o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, com idades entre seis e 18 anos incompletos. As informações são da FBB

O projeto piloto tem previsão de início para agosto deste ano. A duração será de 18 meses. As primeiras turmas serão formadas em Brasília (DF), no Centro de Instrução e Adestramento de Brasília – CIAB, e em Mossoró (RN), na instituição militar Tiro de Guerra. Nessa fase, serão atendidas 50 crianças e adolescentes, com idades entre oito e 14 anos incompletos, alunos de escolas públicas, três vezes por semana, quatro horas por dia, no turno vespertino.

As atividades envolvem as temáticas de Sustentabilidade (construção de horta, projeto Lixo Zero e água); Cultura e Artes (música, artes visuais, teatro); Jogos e Esportes (brincadeiras, jogos competitivos e não competitivos).

O acordo de Cooperação foi assinado pelo ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, pelo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes e o presidente da Fundação Banco do Brasil, Asclepius Soares, em Brasília/DF.

Proporcionar inclusão social, digital e civismo são alguns dos benefícios que a parceria entre as Forças Armadas e Banco do Brasil vão reforçar no Projeto Forças no Esporte. “Desde 2003 mais de 30 mil crianças e adolescentes são atendidas e, agora, são duas instituições de renome unidas pela mesma causa”, declarou o ministro da Defesa, Fernando Azevedo.

Com experiências em programas e projetos anteriores, as instituições decidiram se unir para garantir que crianças e jovens tenham atividades do contraturno escolar. A ação será desenvolvida nas Organizações Militares, dependências das Forças Armadas (Aeronáutica, Exército ou Marinha), com a parceria do poder público local.

“Esta é uma ocasião muito importante para nós do Banco do Brasil e da Fundação Banco do Brasil. Nosso objetivo, talvez principal, seja promover a inclusão social para darmos oportunidade para as nossas crianças. Isto é a razão de ser da nossa Fundação. E nada melhor para esse objetivo do que aderirmos a esse esforço tremendo que as Forças Armadas estão fazendo para nossos jovens. Eu fui aluno interno do Colégio Militar e sei bem a importância de valores fundamentais como disciplina, hierarquia, honra, patriotismo e verdade que vocês podem passar para nossos jovens. Certamente vocês terão da nossa parte o total apoio", declarou o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes.

Com o Programa Forças no Esporte – Profesp, uma vertente do Programa Segundo Tempo, do Governo Federal, desenvolvido pelo Ministério da Defesa (MD), e apoio da Marinha, Exército e Aeronáutica e Ministério da Cidadania, cerca de 23,5 mil crianças e adolescentes de 107 localidades do território nacional são atendidas com atividades esportivas.

A Fundação BB atua há mais de 30 anos com o Programa AABB Comunidade, uma parceria com a Federação Nacional de Associações Atléticas Banco do Brasil – FENABB, que desenvolve ações que integram família, escola e comunidade, e contribui para a inclusão e o desenvolvimento educacional de crianças e adolescentes de famílias de baixa renda, por meio de atividades socioeducativas, culturais, artísticas, esportivas e de saúde. O Programa é desenvolvido nos clubes das AABB (Associação Atlética Banco do Brasil). Atualmente, 252 projetos estão em execução, beneficiando mais de 32 mil crianças e adolescentes em todo o País.

“O Programa Forças no Esporte é uma ação muito exitosa e a Fundação BB vai agregar muito com a sua experiência em projetos de educação. Na medida em que nos unimos ao Ministério da Defesa, Banco do Brasil e aos governos locais, nós potencializamos os resultados. E esses são os melhores resultados, porque estamos trabalhando com educação para crianças e garantindo a elas melhores oportunidades e um futuro promissor”, disse Asclepius Soares, presidente da Fundação BB.

Tags:

estudantes
escolas públicas
acordo
Fundação Banco do Brasil
Ministério da Defesa

voltar