Segunda-Feira, 24 de julho de 2017

Postado às 08h15 | 15 Jul 2017 | Redação Operação prende chefe de facção criminosa e apreendem armas, drogas e explosivos na Grande Natal

Crédito da foto: Cedida Três ações continuadas ocorreram durante esta sexta-feira na Grande Natal

Ações continuadas realizadas pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), através do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e da Polícia Militar nesta sexta-feira, 14, na Grande Natal resultaram na prisão de um chefe de uma facção criminosa e na apreensão de uma pistola, de drogas e de explosivos.

A primeira operação ocorreu na parte de amanhã na Baixa da Coruja, em São Gonçalo do Amarante. Nela, os agentes apreenderam uma pistola modelo 24/7 municiada, pertencente à Polícia Civil da Paraíba, explosivos que deveriam ser usados na detonação de caixas eletrônicos, além de fardamentos camuflados. Três pessoas foram presas, entre eles o foragido da Justiça Gustavo Inácio de Lima. Um suspeito ainda não identificado acabou morto ao entrar em confronto com os policiais.

Ainda pela manhã o disque-denúncia do Gaeco recebeu informações sobre um traficante conhecido como Taroba, integrante da facção criminosa Sindicato do RN. Após checar a informação, o Gaeco repassou à PM a localização de Taroba, que estava escondido em uma casa no bairro das Quintas, zona Oeste de Natal. Com o traficante foram apreendidos cerca de dois quilos de cocaína e outros dois quilos de maconha, munições, medicamentos clandestinos e vários coletes balísticos.

Já no período da tarde, o Gaeco recebeu informações sobre o paradeiro de Jonias Felipe da Silva Teixeira, mais conhecido por Boneco Assassino, que é apontado como sendo um dos chefes da facção Primeiro Comando da Capital (PCC) no Estado. Ele responde a processo por homicídio e estava foragido do sistema prisional potiguar.

Uma denúncia anônima repassada ao Gaeco foi que levou à localização e prisão de Boneco Assassino, que estava escondido em uma casa em Nova Parnamirim, bairro de Parnamirim. O criminoso foi preso por policiais do Batalhão de Choque. Com ele, a PM encontrou cerca de 100 gramas de crack.

O MPRN comunica que caso algum cidadão tenha informação que possa levar à prisão de criminosos, colabore com as autoridades ligando para o telefone do Gaeco: (84) 3606-8082. A identidade do informante será preservada.

voltar