acidente aconteceu no dia 16 de junho deste ano no Centro de Aracaju.

O relatório foi concluído com base nos depoimentos de sobreviventes, testemunhas, análise do laudo pericial do local do acidente, das imagens e do veículo. Segundo a delegada, a investigação aponta que a responsabilidade pelo acidente foi de Clebton José dos Santos, motorista que dirigia o carro da cantora, pois ele não deu atenção à sinalização da via.

"Podemos concluir com toda a tranquilidade, após exaurir todas as possiblidades de produção de provas através de depoimentos e provas técnicas, que a causa do acidente foi provocada pela entrada do veículo Pálio da via. E concluímos pelo indiciamento do senhor Clebton por homicídio culposo de trânsito e por lesão corporal culposa de trânsito”, disse a delegada.

a manhã desta quarta-feira (13) a delegada de Delitos de Trânsito Daniela Lima apresentou a conclusão do inquérito que apurou a morte da cantora paraibana Eliza Clívia, de 37 anos, ex-vocalista da Banda Cavaleiros do Forró, e do marido dela, o baterista Sérgio Ramos. O acidente aconteceu no dia 16 de junho deste ano no Centro de Aracaju.

O relatório foi concluído com base nos depoimentos de sobreviventes, testemunhas, análise do laudo pericial do local do acidente, das imagens e do veículo. Segundo a delegada, a investigação aponta que a responsabilidade pelo acidente foi de Clebton José dos Santos, motorista que dirigia o carro da cantora, pois ele não deu atenção à sinalização da via.

"Podemos concluir com toda a tranquilidade, após exaurir todas as possiblidades de produção de provas através de depoimentos e provas técnicas, que a causa do acidente foi provocada pela entrada do veículo Pálio da via. E concluímos pelo indiciamento do senhor Clebton por homicídio culposo de trânsito e por lesão corporal culposa de trânsito”, disse a delegada.

Elizia, que iniciou a carreira solo quatro meses antes da morte, estava em Aracaju para divulgar um show que seria realizado no dia do acidente, quando o veículo em que estava bateu contra um ônibus. Além do casal, três pessoas da equipe também estavam no veículo e ficaram feridas.

FLAGRANTE DA COLISÃO

A câmera de vigilância de um estabelecimento comercial flagrou o momento do impacto, e as imagens mostram que o motorista do ônibus ainda tentou frear, mas acabou batendo no carro em que estava a cantora, o marido e os outros integrantes da banda.

">


Sábado, 18 de novembro de 2017

Postado às 15h45 | 13 Set 2017 | Redação Motorista foi responsável pelo acidente que matou ex-vocalista de Cavaleiros

Crédito da foto: Reprodução Cantora Eliza Clivia e o marido Sérgio Ramos morreram em acidente ocorrido no centro de Aracaju (SE)

Por Joelma Gonçalves, G1 SE

Nesta quarta-feira (13) a delegada de Delitos de Trânsito Daniela Lima apresentou a conclusão do inquérito que apurou a morte da cantora paraibana Eliza Clívia, de 37 anos, ex-vocalista da Banda Cavaleiros do Forró, e do marido dela, o baterista Sérgio Ramos.

O acidente aconteceu no dia 16 de junho deste ano no Centro de Aracaju.

O relatório foi concluído com base nos depoimentos de sobreviventes, testemunhas, análise do laudo pericial do local do acidente, das imagens e do veículo. Segundo a delegada, a investigação aponta que a responsabilidade pelo acidente foi de Clebton José dos Santos, motorista que dirigia o carro da cantora, pois ele não deu atenção à sinalização da via.

"Podemos concluir com toda a tranquilidade, após exaurir todas as possiblidades de produção de provas através de depoimentos e provas técnicas, que a causa do acidente foi provocada pela entrada do veículo Pálio da via. E concluímos pelo indiciamento do senhor Clebton por homicídio culposo de trânsito e por lesão corporal culposa de trânsito”, disse a delegada.

a manhã desta quarta-feira (13) a delegada de Delitos de Trânsito Daniela Lima apresentou a conclusão do inquérito que apurou a morte da cantora paraibana Eliza Clívia, de 37 anos, ex-vocalista da Banda Cavaleiros do Forró, e do marido dela, o baterista Sérgio Ramos. O acidente aconteceu no dia 16 de junho deste ano no Centro de Aracaju.

O relatório foi concluído com base nos depoimentos de sobreviventes, testemunhas, análise do laudo pericial do local do acidente, das imagens e do veículo. Segundo a delegada, a investigação aponta que a responsabilidade pelo acidente foi de Clebton José dos Santos, motorista que dirigia o carro da cantora, pois ele não deu atenção à sinalização da via.

"Podemos concluir com toda a tranquilidade, após exaurir todas as possiblidades de produção de provas através de depoimentos e provas técnicas, que a causa do acidente foi provocada pela entrada do veículo Pálio da via. E concluímos pelo indiciamento do senhor Clebton por homicídio culposo de trânsito e por lesão corporal culposa de trânsito”, disse a delegada.

Elizia, que iniciou a carreira solo quatro meses antes da morte, estava em Aracaju para divulgar um show que seria realizado no dia do acidente, quando o veículo em que estava bateu contra um ônibus. Além do casal, três pessoas da equipe também estavam no veículo e ficaram feridas.

FLAGRANTE DA COLISÃO

A câmera de vigilância de um estabelecimento comercial flagrou o momento do impacto, e as imagens mostram que o motorista do ônibus ainda tentou frear, mas acabou batendo no carro em que estava a cantora, o marido e os outros integrantes da banda.

Tags:

Eliza Clivia
Sérgio Ramos
acidente
morte
vocalista
Cavaleiros do Forró
Aracaju
inquérito

voltar