Sábado, 18 de novembro de 2017

Postado às 10h45 | 11 Out 2017 | Redação Sindicato pede aos agentes penitenciários que suspendam atividades após morte de colega

Crédito da foto: Cedida/Sindasp-RN Thiago Jefferson Bezerra de Lima foi assassinado na noite desta terça-feira, em Natal

Em um comunicado publicado em sua página oficial na internet, o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado do Rio Grande do Norte (Sindasp-RN) pede que os agentes penitenciários suspendam as atividades como escoltas, intervenções e visitas nas unidades prisionais nesta quarta-feira, 11.

Segundo o órgão, é em decorrência da morte do agente Thiago Jefferson Bezerra de Lima, assassinado na noite desta terça-feira (10). Ele foi baleado dentro da casa onde morava, na Zona Oeste de Natal, e morreu a caminho do hospital.

De acordo com a presidente do Sindasp/RN, Vilma Batista, o Sindicato também acionará a Secretaria de Justiça e Cidadania para solicitar que, devido ao assassinato do agente, seja determinado a suspensão das visitas por 30 dias, seguindo modelo de medida que já foi adotado pelo Depen no Sistema Penitenciário Federal.

"O Sistema Penitenciário do RN está de luto e, em homenagem ao nosso companheiro que foi covardemente assassinado, vamos suspender essas atividades para que possamos velar e sepultar seu corpo", informa Vilma Batista.

Em outra nota, a presidente do sindicato comenta que “os bandidos  têm caçado os operadores de segurança” no estado. "Sabemos que toda a população está sujeita à insegurança que tomou conta do Estado. No entanto, essa insegurança para nossa categoria é muito maior, pois os bandidos têm caçado os operadores de segurança e, em especial, os agentes penitenciários, que lidam diretamente e diariamente com os criminosos nas unidades prisionais. Esse caso é o retrato triste dessa realidade",

A suspensão das atividades, nesta quarta-feira, também deve se estender aos agentes penitenciários que estão ministrando curso de formação.

Tags:

Sindasp-RN
agentes penitenciários
morte de agente penitenciário

voltar