Segunda-Feira, 19 de novembro de 2018

Postado às 09h30 | 06 Nov 2018 | Redação Guerra entre facções provocou a morte de Anthony Calleb, de apenas 1 ano e 6 meses

Segundo a polícia, os tiros que mataram o Anthony Calleb tinham como alvo o pais do bebê, que seria membro da facção PCC. Os irmãos suspeitos do assassinato, Geovane e Jefferson de Melo Nogueira, afirmaram que a intenção era matar Francisco Iranilson

Crédito da foto: Album de família Anthony Calleb tinha apenas 1 anos e seis meses

Amina Costa – JORNAL DE FATO

A Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) elucidou o caso do assassinato do menino Anthony Calleb, de um ano e seis meses, que ocorreu na noite do último domingo, 4, em Mossoró. Os irmãos Geovane de Melo Nogueira e Jefferson de Melo Nogueira (FOTO ABAIXO) confessaram a autoria do assassinato, que tinha como alvo o pai de Anthony, Francisco Iranilson Bezerra da Silva.

O crime, segundo a delegada Liana Aragão, foi motivado por brigas de facções. Ela informou que Geovane e Jefferson foram “vingar” a morte do irmão, Jean de Melo Nogueira, que ocorreu em agosto deste ano. A delegada relatou que, durante o depoimento, os irmãos informaram que Francisco Iranilson teria envolvimento com o caso. Liana Aragão disse ainda que Geovane, autor dos disparos, informou não ter visto Anthony Calleb no momento do crime.

Ainda conforme as informações da delegada Liana Aragão, o crime contou com a participação de uma terceira pessoa, um menor de idade que já foi detido. Com ele, foram encontradas as motos roubadas, que foram utilizadas pelos criminosos na noite do assassinato. “As motos estavam guardadas com o adolescente e a arma foi apreendida com Geovane, que confessou a autoria dos disparos”, comentou a delegada.

O adolescente foi encaminhado para o Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Acusado de Ato Infracional (CIAD/Mossoró) e os dois suspeitos que confessaram o crime para a Cadeia Pública de Mossoró. As motos que foram recuperadas deverão ser entregues aos donos. “Temos um caso resolvido, com confissão e arma utilizada no crime.”

A prisão ocorreu na tarde desta segunda-feira, 5, por meio de uma operação da Polícia Rodoviária Federal (VEJA VÍDEO ACIMA). Os suspeitos estavam tentando fugir para Natal por meio de um táxi-lotação, quando foram apreendidos pela PRF em uma barreira policial feita entre os municípios de Lajes e Angicos, na Região Central do estado. “A intenção deles era ir para Natal e depois seguir para outro estado”, relatou a delegada.

Liana Aragão comentou ainda que populares informaram à PRF sobre a localização de Geovane e Jefferson e enalteceu a ajuda da Polícia Rodoviária nesse caso. “Houve denúncia, informando sobre o carro que eles estavam indo para Natal. Eu queria agradecer pela ajuda da PRF, pois, sem a qual, a gente não teria conseguido fazer o flagrante”, comentou.

Anthony Calleb foi atingido por tiros quando passeava com seus pais, Francisco Iranilson e Débora Maria Bezerra de Souza (FOTO ACIMA), na praça do bairro Nova Vida (zona oeste de Mossoró). Além da criança, os pais também foram atingidos pelos disparos e conduzidos para a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Alto de São Manoel. Anthony Calleb morreu pouco tempo depois de ter chegado ao hospital.

De acordo com a delegada Liana Aragão, o caso de Iranilson Bezerra é estável, enquanto o de Débora Maria Bezerra é grave. “Eu estive hoje no hospital, consegui falar com o pai da criança, e os médicos dizem que o caso dele é estável. Já a mãe está em estado crítico, e os médicos não sabem se ela vai sobreviver”, comentou

Irmã de suspeitos da morte de criança está desaparecida

Após a morte da criança Anthony Calleb Bezerra da Silva, de um ano e seis meses, a irmã dos suspeitos de terem cometido o crime, Geovane e Jefferson de Melo Nogueira, foi sequestrada e segue desaparecida. A informação foi confirmada pela delegada da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), Liana Aragão (FOTO ABAIXO), na tarde desta segunda-feira, 5.

A delegada confirmou que o pai dos irmãos que confessaram ter cometido o crime que vitimou a criança foi até a delegacia relatar sobre o sequestro da filha. Liana Aragão disse ainda que acredita que o sumiço da menina de 12 anos pode ser alguma retaliação à morte da criança ocorrida no último domingo, 4.

“A informação que eu recebi é que a irmã dos autores da morte da criança teria sido raptada da casa de uma avó e está desaparecida até o presente momento. Inclusive, apesar de tratarmos de homicídios, estamos realizando diligências, tentando localizá-la, mas ainda não temos notícias do paradeiro dela. A família não reconhece quem raptou e disse que não fizeram nenhum contato. Acredito o rapto dessa menina seja uma retaliação ao homicídio da criança”, disse Liana Aragão.

O pai dos dois suspeitos e da menina que está desaparecida informou que na manhã desta segunda-feira foi informado que cerca de 15 homens invadiram a casa da mãe dele, ainda na noite do domingo, e levaram a menina de 12 anos. “Levaram minha filha, espancando ela, e até agora não sei de nada. Estão fazendo buscas tentando encontrar ela”, finalizou.

Tags:

Anthony Calleb
facções
guerra
Mossoró
Débora Maria
prisão
polícia

voltar