Quarta-Feira, 20 de fevereiro de 2019

Postado às 09h00 | 07 Fev 2019 | Redação Investigada em morte do Cabo Ildônio José é presa pela 2ª vez em Mossoró

Crédito da foto: Extraída do Passando na Hora Rosilene Araújo de Oliveira, 55 anos, foi presa nesta quarta-feira, 6

Rosilene Araújo de Oliveira, 55 anos, investigada na morte do Cabo da Polícia Militar, Ildônio José, foi presa nesta quarta-feira, 6, em sua residência na Rua Raimunda Maria de Souza, no bairro Sumaré, em Mossoró.

Segundo as investigações, a mulher foi a principal responsável por esconder os autores do assassinato do policial em agosto do ano passado, bem como os demais integrantes da facção criminosa em sua propriedade (sítio Brasília), zona rural de Caraúbas.

Os policiais foram cumprir três mandados judiciais. Um filho de Rosilene e seu genro não foram localizados. Esta é a segunda vez que a mulher é presa. Na primeira, Rosilene Araújo recebeu da justiça o direito a prisão domiciliar, mas esse benefício foi revogado e o judiciário expediu novo mandado cumprido nesta quarta feira em Mossoró. Após ser presa, Rosilene foi encaminhada a ala feminina da Penitenciária Mário Negócio onde ficará a disposição da justiça.

O Cabo Ildônio José da Silva, 43 anos, foi morto na noite do dia 16 de agosto de 2018 durante um assalto a um ônibus que transportava estudantes. O crime aconteceu na RN 117 entre Caraúbas e Governador Dix-Sept Rosado.

Tags:

investigada
Rosilene Araújo
Mossoró
Cabo Ildônio
Governador Dix-Sept Rosado
Caraúbas

voltar