Segunda-Feira, 26 de fevereiro de 2018

Postado às 09h15 | 08 Fev 2018 | Redação Ufersa construirá usinas solares nos Campi de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros

Crédito da foto: Divulgação/Ufersa Painéis solares da Usina Fotovoltaica da Ufersa em Mossoró

Os campi da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros vão ganhar uma Usina Solar Fotovoltaica de geração de energia. Segundo a assessoria da assessoria de comunicação da universidade, a Ufersa recebeu a autorização de fornecimento para a construção de mais três usinas solares nos campi fora da sede.

Cada usina será instalada no solo e terá potência de 62,5 kilowatts (KWp). Os módulos fotovoltaicos serão da Trina Solar, com garantia de desempenho de 30 anos. Já os inversores serão da Fronius, um dos principais fabricantes mundiais, ou seja, serão usinas solares de excelente qualidade, que irão contribuir para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e também para a economia de energia elétrica no campi da Universidade.

O investimento total com a instalação das 3 usinas será de R$ 780 mil. Os recursos fazem parte do projeto de desenvolvimento da Ufersa referente a emenda de bancada de 2016 com o financeiro liberado no final de 2017. As novas usinas devem ficar prontas em 60 dias.

Desde o final de 2016 que a Ufersa vem investindo em painéis solares como alternativa de geração de energia. Em janeiro de 2017, a Universidade inaugurou a Usina Solar de Mossoró com 580 painéis numa área de 933 metros quadrados. É o maior parque solar de uma Universidade federal brasileira.

A Usina funciona no Campus Leste e desde outubro de 2016 que vem gerando energia limpa para a Universidade. São cerca de 20 mil quilowatts hora gerados a cada mês, o que equivale a até 7% do consumo da Ufersa Mossoró. Em termos práticos, a Usina gera uma economia de R$ 7 mil por mês no custeio da instituição. Além da economia, os painéis geram ganhos ambientais com a redução da emissão de gases como o Monóxido de Carbono, o grande vilão do aquecimento global. Com a Usina produzindo energia limpa, a estimativa é que 1,5 tonelada de CO2 deixe de ser emitida na atmosfera.

Tags:

Ufersa
campi
Angicos
Caraúbas
Pau dos Ferros

voltar