Terça-Feira, 23 de outubro de 2018

Postado às 12h15 | 06 Ago 2018 | Redação Campanha Antirrábica: II Ursap estima vacinar mais de 43 mil cães e gatos

Crédito da foto: Marcos Garcia/Arquivo Em Mossoró, a estimativa é vacinar 27.702 cães e 14.637 gatos

Tem início nesta segunda-feira, 6, a Campanha Antirrábica Canina e Felina. A II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap) pretende vacinar 43.339 cães e gatos em Mossoró. Destes, serão 27.702 cães e 14.637 gatos.

A campanha será realizada de 06 de agosto a 05 de outubro a Campanha Antirrábica Canina e Felina. O dia “D” será 29 de setembro de 2018.

De acordo com o órgão, todos os cães e gatos a partir de três meses e fêmeas paridas há mais de 15 dias devem tomar a vacina. A II Ursap explica que a imunização visa prevenir e interromper a transmissão do vírus da raiva na população canina e felina, diminuindo, deste modo, a possibilidade de ocorrência da raiva humana.

Os primovacinados (aqueles que receberam a dose inicial) também devem receber uma segunda dosagem após 30 dias. Cães bravios ou mordedores, de qualquer espécie, devem utilizar focinheira apropriada.

Na jurisdição da II Ursap, a meta estimada é vacinar 132.372 animais, sendo 88.328 cães e 44.044 gatos. Além da Capital do Oeste, em Em Açu são 9.486 animais (7.052 cães e 2.434 gatos). Em Apodi são 8.040 (5.003 cães e 3.037 gatos). A II Ursap oferece todo suporte técnico, apoio logístico e distribui as vacinas e insumos como seringas e agulhas descartáveis.

Cães raivosos apresentam sintomas como: agressividade (atacando pessoas e objetos) ou tristeza (procurando lugares escuros), salivação excessiva, dificuldade para engolir, latido rouco e paralisia das patas traseiras. Nos humanos, a doença ataca o sistema nervoso central, levando à morte.

Os cães e gatos são animais de estimação e dependem do ser humano para sua sobrevivência. O dono responsável deve manter seus animais em condições apropriadas de saúde e contenção, de tal forma que não sejam causadores de qualquer tipo de risco ou constrangimento a todos de seu convívio e à sociedade.

Com maior frequência, a infecção do organismo pelo vírus rábico ocorre por mordeduras ou arranhaduras na pele íntegra. Os cães são responsáveis pela maioria dos casos de transmissão da doença para o homem. Animais silvestres, como morcegos, raposa/cachorro do mato e saguis e macacos também podem transmiti-la. As agressões ocasionadas pelos cães e gatos põem em risco a integridade de pessoas, suas famílias, as comunidades e constituem problema de Saúde.

Tags:

campanha
antirrábica
vacinação
imunização
cães
gatos
Mossoró
II Ursap

voltar